UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 29 de Novembro de 2022

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: PAULO EDUARDO RESENDE FILHO
14/12/2017 11:53


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PAULO EDUARDO RESENDE FILHO
DATA: 18/12/2017
HORA: 08:00
LOCAL: Laboratório de Fenômenos de Transporte
TÍTULO: Fluidização de partículas de bagaço de laranja assistida pelo uso de sólidos inertes
PALAVRAS-CHAVES: fluidodinâmica, mistura binária, biomassa, leito fluidizado
PÁGINAS: 103
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
SUBÁREA: Operações Industriais e Equipamentos para Engenharia Química
ESPECIALIDADE: Operações de Separação e Mistura
RESUMO:

A crescente demanda por energia tem sido fortemente influenciada pelo desenvolvimento econômico e social dos países. Nesse panorama, como alternativa ecológica e renovável, os resíduos orgânicos advindos dos setores agroindustriais são vistos como forma alternativa de suprimento energético. Por ser o Brasil o maior produtor mundial de laranja, o bagaço da laranja gerado na fabricação do suco de laranja aparece como uma potencial fonte de biomassa para geração de energia. A tecnologia de leito fluidizado vem sendo bastante utilizada em processos de secagem e de conversão termoquímica de biomassa para fins energéticos. Para tanto, há a necessidade de estudo prévio do comportamento fluidodinâmico do leito. Leitos compostos por monopartículas de biomassa de laranja apresentam uma má qualidade de fluidização, devido à tendência de formar caminhos preferenciais. Uma das formas de melhorar a fluidização é a utilização de partículas inertes. Com isso, o objetivo do trabalho foi estudar a fluidodinâmica da mistura binária composta por partículas de bagaço de laranja e partículas inertes em leito fluidizado. Para determinação das curvas características foram utilizados transdutores de pressão diferencial piezo-resistivo MPX5010DP acoplados a uma placa de aquisição Arduíno Uno. Um sistema foi desenvolvido em Scilab para auxiliar na coleta e tratamento dos dados fornecidos pelos arduinos. O estudo experimental foi conduzido de modo a avaliar a influência de diferentes partículas de inertes (areia e polietileno) com massas específicas e diâmetros médios diferentes, sobre as vazões e quedas de pressão na condição de mínima de fluidização de misturas binárias com bagaço de laranja nos teores de umidade de 15%, 45% e 75% e nas frações mássicas de 5%, 10% e 15%, fixada uma massa total do leito de 1400 g. As misturas foram classificadas como do tipo D de Geldart e a fluidização foi classificada como agregativa com base no valor calculado do número de Froude. Apesar das misturas binárias com polietileno terem tido o melhor índice de fluidização médio (0,8452 ± 0,0162), as misturas binárias com areia de 0,93 mm tiveram o menor valor médio de vazão de mínima fluidização (45,50 ± 7,30) m3/h. As misturas binárias com areia de 1,85 mm se mostraram mais adequadas para serem utilizadas em leito de jorro.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1452214 - MANOEL MARCELO DO PRADO
Interno - 1542165 - JOSE JAILTON MARQUES
Externo ao Programa - 1532728 - DOUGLAS BRESSAN RIFFEL

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2022 - UFRN v3.5.16 -r18154-6e174eae4e