UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANTONIO ROBERTO FERREIRA SETTON
29/11/2017 11:19


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIO ROBERTO FERREIRA SETTON
DATA: 12/12/2017
HORA: 08:00
LOCAL: Centro de Pesquisas Biomédicas/HU
TÍTULO: FATORES PREDITIVOS DE DIFÍCIL EXPOSIÇÃO LARÍNGEA
PALAVRAS-CHAVES: : Cirurgia. Endoscopia. Laringe. Exposição laríngea difícil. Preditores
PÁGINAS: 47
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

Introdução: Apesar da grande evolução tecnológica na medicina, dada a sualocalização anatômica, a laringe ainda representa um grande desafio àqueles quenecessitam vê-la adequadamente quer seja para fins diagnósticos ou terapêuticos. Estadificuldade aumenta quando fatores anatômicos de alguns indivíduos se fazempresentes. Objetivo: Esta pesquisa objetivou identificar a existência de fatorespreditivos de dificuldade de exposição laríngea, quantificá-los, avaliar seus índices designificância e suas relações com a exposição difícil. Método: Foi realizado um estudotransversal retrospectivo baseado em uma amostra de 30 dos prontuários clínicocirúrgicosde indivíduos a partir de 12 anos de idade, portadores de lesões laríngeas,tratados cirurgicamente no Serviço de Otorrinolaringologia de um Hospital Filantrópicodo Estado de Sergipe entre os anos de 2014 e 2015. Coletamos o registro das suasmedidas de circunferência cervical, abertura oral, distância tireomentual, presença ounão de micrognatia e de anteriorização da laringe e do Índice de Malampattimodificado. Foram também coletados os registros da técnica cirúrgica utilizada, seconvencional (com pinças retas e microscópio) ou variante (com pinças anguladas eendoscópios), esta última utilizada como último recurso para uma exposição laríngeasatisfatória durante a cirurgia. Os dados foram estatisticamente analisados por meio defrequências simples e percentuais quando variável categórica, ou média e desvio padrãoquando variável contínua. Para avaliar as associações existentes foi utilizado o testeExato de Fisher, sendo estas representadas graficamente pela análise de correspondênciamúltipla. As diferenças de média foram testadas pelo teste de Mann-Whitney. Foramajustados riscos relativos com seus respectivos intervalos de confiança através deRegressão de Cox univariada e o software utilizado foi o R Core Team 2017.Resultados: Foram identificados como fatores preditivos de exposição laríngea difícil apresença de micrognatia (P=0,005) e de anteriorização da laringe (P=0,005), ambas comrisco 09 vezes maior de exposição laríngea difícil, a medida de circunferência cervicalacima de 40 cm (p=0,041), com risco 05 vezes maior de exposição laríngea difícil e oíndice de Mallampati III e IV (p=0,009) com risco 10 vezes maior de dificuldade deexposição laríngea. Conclusão: Os fatores preditivos identificados e com significânciaapresentaram relação direta com a exposição laríngea difícil. A combinação dessesquatro fatores preditivos possui uma sensibilidade de 100% e uma especificidade de85% para prever uma dificuldade de exposição laríngea


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2529408 - CARLOS RODOLFO TAVARES DE GOIS
Interno - 1695058 - MARCO ANTONIO PRADO NUNES
Externo ao Programa - 426461 - ROBERTO CESAR PEREIRA DO PRADO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5