UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 26 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: GUSTAVO BARROS COSTA
27/11/2017 09:49


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GUSTAVO BARROS COSTA
DATA: 13/12/2017
HORA: 14:30
LOCAL: LABORATÓRIO DO DEPARTAMENTO DE ADMINISTRAÇÃO (DAD)
TÍTULO: GESTÃO PATRIMONIAL NO SETOR PÚBICO: Análise das rotinas no Instituto Federal de Sergipe à luz das NBC T 16.9 e NBC T 16.10.
PALAVRAS-CHAVES: Gestão Patrimonial, Instituto Federal de Sergipe, Procedimentos Contábeis Patrimoniais, Controle Patrimonial, Amortização.
PÁGINAS: 159
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
SUBÁREA: Administração Pública
RESUMO:

Durante muitos anos a preocupação com o patrimônio público restringiu-se ao que fora comprado e o seu valor monetário. Atualmente a gestão pública reconhece que é imprescindível um efetivo controle patrimonial com práticas que assegurem veracidade das informações sobre a localização efetiva dos bens, o responsável por determinado patrimônio, o estado do bem e as demais informações necessárias ao controle, bem como para sincronização com o sistema contábil do órgão e responsabilização por ingerência patrimonial. Visando controlar a ação estatal e do gestor público foram instituídos mecanismos de controle com vistas à garantia da atuação dentro dos limites impostos pela legislação e assim atendendo aos interesses coletivos e as boas práticas de gestão. No Instituto Federal de Sergipe (IFS) a realidade é semelhante a um elevado número de órgãos governamentais nos quais apresentam controles patrimoniais deficitários, bem como os aspectos contábeis que não são completamente realizados. Esta pesquisa teve como objetivo analisar o controle patrimonial dos bens móveis no IFS nos seus diversos campi com relação aos normativos legais e contábeis existentes. A pesquisa classifica-se como de natureza descritiva, bibliográfica, documental, aplicando-se um questionário online que é composto por questões fechadas e discursivas. O tratamento dos dados foi realizado com uso da estatística descritiva simples e da análise de conteúdo. A intervenção organizacional, por meio do plano de ação, utilizou-se da Metodologia de Analise e Soluções de Problemas (MASP), que se baseia no ciclo PDCA, juntamente com as ferramentas de gestão estratificação, diagrama de árvore e 5W1H. Percebe-se que o controle patrimonial é importante e necessário não só para atender aos preceitos legais, mas também para demonstrar a realidade da organização de modo fidedigno, além de refletir o cuidado com os bens que são públicos e que foram adquiridos com os recursos de todos os contribuintes. Os resultados apresentaram consonância e dissonância quanto aos procedimentos contábeis patrimoniais, sendo para estes, após o levantamento do diagnóstico organizacional, foram propostos planos de ação com o intuito de apontar as soluções para as situações identificadas, o que resultou especificamente na apresentação de uma sugestão de alteração na atual instrução normativa do IFS sobre a Gestão Patrimonial e na proposição de atualização do atual sistema de controle patrimonial no que concerne ao procedimento de amortização.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1662887 - MARIA ELENA LEON OLAVE
Externo à Instituição - MARY NADJA LIMA SANTOS
Interno - 1825048 - NATHALIA CARVALHO MOREIRA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5