UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 22 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: LINO SERGIO ROCHA CONCEIÇÃO
21/06/2017 08:42


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LINO SERGIO ROCHA CONCEIÇÃO
DATA: 05/07/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Centro de Pesquisas Biomédicas/HU
TÍTULO: EFEITO DA TERAPIA COM DANÇA NA PRESSÃO ARTERIAL E CAPACIDADE FÍSICA DE INDIVÍDUOS HIPERTENSOS: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA COM METANÁLISE.
PALAVRAS-CHAVES: Pressão arterial, Dança, Exercício, Metanálise
PÁGINAS: 35
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

A terapia de dança é uma modalidade menos convencional de atividade física na reabilitação cardiovascular. Realizou-se uma revisão sistemática e meta-análise para investigar os efeitos da terapia da dança em pacientes hipertensos. Métodos: Pubmed, Scopus, LILACS, IBECS, MEDLINE e SciELO por meio da Biblioteca Virtual em Saúde (Bireme) (desde os primeiros dados disponíveis até fevereiro de 2016) para estudos controlados que investigaram os efeitos da terapia de dança sobre a capacidade funcional, pressão arterial sistólica (PAS) e diastólica (PAD) em pacientes hipertensos. Foram calculadas as diferenças médias ponderadas (DMP) e os intervalos de confiança de 95% (ICs), e a heterogeneidade foi avaliada pelo teste I2. Resultados: Quatro estudos preencheram os critérios de elegibilidade. A terapia de dança resultou em uma redução significativa na pressão arterial sistólica (DMP -12,01 mmHg, IC 95%: -16,08, -7,94 mmHg, p<0,0001) quando comparado com os indivíduos controle. Observou-se também redução significativa da pressão arterial diastólica (DMP -3,38 mmHg, IC 95%: -4,81, -1,94 mmHg, p<0,0001), em comparação com o grupo controle. A capacidade funcional mostrou melhora significativa (DMP 1,31; IC 95%: 0,16, 2,47; p<0,03). Uma heterogeneidade moderada a alta foi observada em nossa análise: I2 = 92% para PAS, I2 = 55% para PAD e I2 = 82% para capacidade de exercício. Conclusões: Nossa meta-análise mostrou efeito positivo da dança-terapia sobre a capacidade funcional e redução da PAS e PAD em indivíduos com hipertensão. No entanto, a heterogeneidade moderada a alta encontrada em nossa análise limita uma recomendação pragmática de terapia de dança em indivíduos com hipertensão arterial.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1695058 - MARCO ANTONIO PRADO NUNES
Externo ao Programa - 2693948 - MIBURGE BOLIVAR GOIS JUNIOR
Presidente - 2013648 - VITOR OLIVEIRA CARVALHO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12692-c69972fb69