UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 18 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: VALTER FERREIRA ROCHA JUNIOR
19/06/2017 17:01


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VALTER FERREIRA ROCHA JUNIOR
DATA: 05/07/2017
HORA: 14:30
LOCAL: SALA 2 - PPGAGRI
TÍTULO: Eficiência de fungos entomopatogênicos no controle do percevejo-bronzeado-do-eucalipto (Thaumastocoris peregrins) (Hemiptera: Thaumastocoridae) em condições de campo
PALAVRAS-CHAVES: controle microbiano, floresta plantada, praga exótica.
PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Plantios comerciais de eucalipto podem tornar-se alvos potenciais a infestação de pragas exóticas potencializadas pela ausência de inimigos naturais, como o Thaumastocoris peregrinus, o percevejo-bronzeado. Estratégias de controle alternativo vem sendo estudadas como o controle biológico, potencialmente menos tóxico, atestado pelos aspectos sócio-ambientais das plantações florestais, por sistemas de certificação. O uso de fungos entomopatogênicos apresentou resultados satisfatórios no controle de T. peregrinus em laboratório, sendo necessário sua comprovação para utilização em campo. O estudo objetivou avaliar a eficiência de fungos entomopatogênicos no controle de T. peregrinus em campo. O experimento foi realizado em uma plantação pertencente a BSC/Copener, do clone 1404 (Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis) no município de Esplanada-BA, com seis meses de idade, atacado por T. peregrinus. Para implantação do experimento, foram produzidos massalmente conídios de Isaria fumosorosea e Beauveria bassiana utilizando arroz parboilizado como substrato e os produtos comerciais Metarril e Boveril (biológicos) e Bifentrina (Químico), bem como uma testemunha (água). Os tratamentos foram distribuídos em blocos casualisados com 5 repetições, onde avaliou-se o número de insetos por folha e a flutuação populacional do T. peregrinus com uso de cartelas adesivas amarelas. O número de insetos por folha decresceu após a aplicação dos tratamentos utilizando o controle químico (Bifentrina), seguido dos controles biológicos com I. fumosorosea, B. bassiana e Metarril. A flutuação populacional decresceu após a aplicação dos tratamentos, entretanto não houve diferença significativa eles. Os fungos entomopatogênicos I. fumosorosea e B. bassiana foram eficientes para a emprego no Manejo Integrado do T. peregrinus em campo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1352277 - GENESIO TAMARA RIBEIRO
Externo à Instituição - JULIO CESAR MELO PODEROSO
Externo à Instituição - ROZIMAR DE CAMPOS PEREIRA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e