UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JOSIVANIA DA SILVA SANTOS COSTA
09/06/2017 13:17


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSIVANIA DA SILVA SANTOS COSTA
DATA: 30/06/2017
HORA: 16:30
LOCAL: A definir
TÍTULO: Leitura literária: uma estratégia para formar o leitor infantil por meio do cordel
PALAVRAS-CHAVES: leitura; cultura popular; cordel; humor; oralidade; fruição.
PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Lingüística, Letras e Artes
ÁREA: Letras
SUBÁREA: Literatura Brasileira
RESUMO:

O interesse pela leitura tem trazido grandes desafios à sala de aula. Resultados obtidos por instituições oficiais de pesquisas do país refletem o desempenho insatisfatório da prática leitora dos alunos, consequentemente da compreensão e produção textual. De acordo com os PCNs, o papel fundamental da educação está voltado para a formação cidadã. Uma das ferramentas básicas de comunicação para o exercício da cidadania, segundo Marilena Chauí (1982), é a leitura, cabendo ao professor empenhar-se na busca de meios, de modo para que as práticas de linguagem contribuam para a formação do sujeito. Dada à infinidade de gêneros em circulação na sociedade, cabe também à escola a seleção dos que julgue propício para cada momento. O cordel é um dos gêneros sugeridos pelos PCNs para o trabalho com o ensino fundamental. No presente trabalho, a escolha do gênero deve-se ao caráter constitutivo de aspectos como o humor - o chiste e o cômico -; da oralidade, advinda da cultura popular que permite identificar o patrimônio vivo, segundo Anne Ruxel (2014). São por esses aspectos, no papel de professor, que buscaremos aproximar o aluno da experiência com o texto literário (COSSON, 2014). Portanto, o objetivo do presente trabalho é promover o despertar do interesse pela leitura, por meio do aspecto libertador que tem o humor (FREUD, 1928) contido no cordel. O trabalho ocorrerá por meio de oficinas nas quais exploraremos os recursos de produção do cordel, em uma turma do 7º Ano, do Colégio Estadual Prefeito Eduardo Marques de Oliveira, na cidade de Pinhão, Sergipe, primando pela compreensão fruidora, considerada por Jauss (1979) como a primeira experiência estética do leitor.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1687732 - JEANE DE CASSIA NASCIMENTO SANTOS
Interno - 1543268 - CHRISTINA BIELINSKI RAMALHO
Externo ao Programa - 1281971 - ALBERTO ROIPHE BRUNO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16104-201f40f5e2