UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DANIEL PEREIRA BRANDI
05/04/2017 16:19


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIEL PEREIRA BRANDI
DATA: 19/04/2017
HORA: 08:30
LOCAL: Sala de Reunião do DCOS
TÍTULO: AGENDA DO MEIO AMBIENTE NO JORNAL NACIONAL: Avaliação da qualidade da relevância temática
PALAVRAS-CHAVES: Agendamento; meio ambiente; qualidade; relevância jornalística; accountability; Jornal Nacional.
PÁGINAS: 67
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Comunicação
SUBÁREA: Jornalismo e Editoração
ESPECIALIDADE: Organização Editorial de Jornais
RESUMO:

A pesquisa apresenta elementos para avaliação da qualidade jornalística como fatores decisivos para a prática profissional, no contexto de remodelagem da transmissão de notícias pelas sociedades democráticas. O estudo utiliza contribuições multidisciplinares da Comunicação, Administração e Política (KUNSCH, 2008; CHIAVENATO, 2007; MAIA, 2006) para delimitar boas práticas de gestão da informação nas organizações. O objetivo central é demonstrar que a adoção de parâmetros de qualidade amplia o cumprimento das expectativas demandadas pelo grupo prioritário: a audiência. Com foco no agendamento da pauta sobre meio ambiente, refinamos conceitos e definimos um modelo de referência aplicável às redações de jornalismo, com base em três esferas da agenda ambiental (McCOMBS, 2009): midiática, representada pelo levantamento empírico de 12 meses de exibição do Jornal Nacional, da TV Globo; pública e política – estas últimas com base em pesquisa normativa e entrevista estruturada de grupos estratégicos. A Pesquisa Aplicada de cunho experimental mergulha no conteúdo oferecido pelo produto jornalístico, de modo a revelar traços de prioridade temática e de inobservância a aspectos éticos de accountability, ou seja, atendimento insuficiente a bandeiras da essência democrática moderna, como direito à informação, transparência e prestação de contas. Em cada uma das três etapas de análise, é possível identificar a medida da correspondência entre o conteúdo referencial e o efetivamente cumprido, sob o ponto de vista da atribuição de notas de relevância à diversidade de temas ambientais considerados expressivos. Desse modo, o papel desempenhado por instituições definidoras das agendas pública e política oferece subsídios para a correta investigação do agendamento praticado pelo Jornal Nacional. Mensurado sob critérios de qualidade jornalística (CERQUEIRA, 2010; CHRISTOFOLETTI, 2010; GUERRA, 2016), o modelo empírico permite análise preliminar do grau de relevância atribuído a todas as editorias do telejornal, com recorte subsequente aos macro e microtemas do noticiário ambiental. Os efeitos da reformulação do modo de apresentação das notícias, sobretudo as mudanças no quadro Previsão do Tempo, fomentam estudo específico do peso demonstrado a notícias de meteorologia. Em paralelo, todas as pautas específicas ao conjunto temático são verificadas conforme tempo de produção (duração) e de frequência noticiosa (participação). Com respeito compreensivo à seara de limitações organizacionais, humanas e tecnológicas, a pesquisa levanta olhar diferenciado sobre a matéria-prima construída por profissionais com poder de decisão editorial e, consequentemente, por organizações jornalísticas. Os métodos utilizados podem servir como práticas norteadoras para a criação de modelos apropriados de gestão. Neste caso, oferecemos principalmente um conjunto de indicadores de mensuração das notícias, que pode colaborar para a qualificação dos processos de planejamento, produção, acompanhamento e divulgação de resultados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1228210 - JOSENILDO LUIZ GUERRA
Interno - 308938 - SONIA AGUIAR LOPES
Externo à Instituição - DANILO ROTHBERG

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307