UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 27 de Janeiro de 2023

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANDRÉA FREIRE DE CARVALHO
03/03/2017 14:53


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDRÉA FREIRE DE CARVALHO
DATA: 10/03/2017
HORA: 09:00
LOCAL: PRODEMA
TÍTULO: PROTAGONISMO DAS MULHERES NA CONSTRUÇÃO DA SOCIABILIDADE SOCIOAMBIENTAL EM ASSENTAMENTOS RURAIS
PALAVRAS-CHAVES: mulheres assentadas; natureza; sustentabilidade socioambiental
PÁGINAS: 138
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

O presente estudo objetiva explicitar os sentidos e significados que as mulheres atribuem às suas ações no processo de construção da sustentabilidade socioambiental, na possibilidade de contribuir com a ampliação dialógica acerca das questões da mulher, com inserção no campo da discussão de gênero. A construção metodológica tem se delineado da seguinte forma: da fundamentação fenomenológica de Husserl para uma sociologia fenomenológica de Alfred Schutz. De uma história oral para história de vida. A amostragem será a partir do envolvimento das mulheres em encontros e reuniões, portanto, será uma amostragem intencional não probabilística. É uma pesquisa com abordagem metodológica interdisciplinar, como método de trabalho e como instrumento de investigação na elaboração dessa tese. Neste sentido, sustento a tese de que a sustentabilidade socioambiental em assentamentos rurais decorre, principalmente, das influências e interferências das mulheres em situações de vivências cotidianas, ou seja, quando há participação das mulheres na gestão das questões socioeconômicas, culturais, políticas e socioambientais nos assentamentos rurais, há sustentabilidade. Finalmente, esse estudo ampliará informações a respeito da inserção dos papéis desempenhados pelas mulheres, sua importância na comunidade e o impacto que essa exerce, não só no processo de modificação desses papéis previamente estabelecidos, mas também, na construção social do seu dia a dia e nas conquistas, que ultrapassam fronteiras do discurso de sustentabilidade para uma ação efetiva de uma sustentabilidade socioambiental. As mulheres aqui retratadas ultrapassam a teoria, porque, nos assentamentos rurais, sustentabilidade (mesmo que elas não saibam o que significa o termo) é uma prática que se constitui em ações cotidianas, haja vista que, as mulheres visam o cuidado com os recursos da natureza, o cuidado com seu meio ambiente como um todo, incluindo família, vizinhos e comunidade.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2222763 - MARIA JOSE NASCIMENTO SOARES
Interno - 2273536 - LAURA JANE GOMES
Externo ao Programa - 2177093 - MARIA NEIDE SOBRAL
Externo à Instituição - RONISE NASCIMENTO DE ALMEIDA
Externo à Instituição - EDIVANIO SANTOS ANDRADE
Externo à Instituição - AGRIPINO ALEXANDRE DOS SANTOS FILHO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2023 - UFRN v3.5.16 -r18277-8067e35817