UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANTONIO WILSON MACEDO DE CARVALHO COSTA
02/03/2017 22:25


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIO WILSON MACEDO DE CARVALHO COSTA
DATA: 10/03/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Local Sala de Vídeo Conferência RENORBIO localizada no Polo de Gestão
TÍTULO: Produção de biossorvente magnetizado, a base de biopolímeros do tipo polissacarídeo, para remoção de cromo (VI) de efluentes industriais
PALAVRAS-CHAVES: biosorventes,efluentes,cromo,adsorção
PÁGINAS: 135
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Química
SUBÁREA: Tecnologia Química
ESPECIALIDADE: Tratamentos e Aproveitamento de Rejeitos
RESUMO:

Resumo

Com o desenvolvimento industrial e urbano, dos últimos anos, há uma crescente carga de metais pesados, especialmente o cromo hexavalente, Cr(VI), descartados ao meio ambiente, sendo necessário o estudo de novas técnicas e processos de remoção destas cargas poluidoras dos efluentes industriais. Neste sentido, a biossorção tem atraído bastante atenção, pois se apresenta como um método eficaz, econômico, com alta seletividade em nível molecular, além de um baixo consumo energético. O objetivo principal desse trabalho é a produção de um biossorvente a base de biopolímeros do tipo polissacarídeo provenientes de rejeitos agrícolas de fibra de Cocos Nucifera com características superparamagnética, capaz de adsorver íons cromo hexavalente, Cr(VI), em efluentes, facilmente aplicável a indústrias, como uma alternativa técnica e econômica viável, ampliando as estratégias de controle de poluentes e minimizando os impactos ambientais. Com essa finalidade foi proposta rotas de síntese de coprecipitação de nanoparticulas de magnetita, em baixas concentrações de forma a prover propriedade magnética à biomassa presente nas fibras do Cocos Nucifera provenientes de rejeitos agroindustriais. No processo de biossorção dos íons cromo hexavalente, Cr(VI) pelos biossorventes foram avaliados os parâmetros cinéticos e termodinâmicos para determinar o tempo de equilíbrio do processo, as condições ótimas de pH, temperatura e concentração inicial dos biossorventes, granulometria e porosidade do material, em estudos detalhados, dos mecanismos do processo de biossorção, bem como de estudos cinéticos e termodinâmicos, definindo os modelos de equilíbrio e, caracterizando os biossorvente pelas técnicas de microscopia eletrônica de varredura, espectrometria de infravermelho por transformada de Fourier, difratometria de raios-X e fluorescência de raios-X, permitindo, em conjunto com a análise dos parâmetros cinético-termodinâmicos, avaliar o mecanismo do processo de adsorção, facilitando sua possível aplicação em escala industrial em processos econômicos como uma alternativa de baixo custo, com matérias primas provenientes de rejeitos agroindustriais, tendo seu valor agregado aumentado pela sua possível aplicação em processo de adsorção com objetivo de remediar sério problema ambiental.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2022042 - DANIEL PEREIRA DA SILVA
Interno - 426680 - GABRIEL FRANCISCO DA SILVA
Externo ao Programa - 991949 - JEFERSON SAMPAIO D AVILA
Externo à Instituição - JEFFERSON ARLEN FREITAS
Presidente - 2178474 - ROBERTO RODRIGUES DE SOUZA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307