UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 24 de Junho de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LAURA BARRETO DE PAULA SOUZA
20/02/2017 09:52


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LAURA BARRETO DE PAULA SOUZA
DATA: 22/02/2017
HORA: 10:00
LOCAL: Sala 02 do Polo de Gestão
TÍTULO: DIVERSIFICAÇÃO E EVOLUÇÃO FENOTÍPICA EM PEIXES CASCUDOS (LORICARIINAE: LORICARIIDAE: SILURIFORMES).
PALAVRAS-CHAVES: Macroevolução, peixes dulcícolas neotropicais, Loricariíneos.
PÁGINAS: 21
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
SUBÁREA: Ecologia de Ecossistemas
RESUMO:

Entender os mecanismos responsáveis pela geração e manutenção da biodiversidade tal qual observamos hoje são algumas das principais questões da ecologia. As causas da variação filogenética, temporal e espacial da riqueza das espécies são atribuídas ao balanço entre os processos de especiação e extinção, chamado de diversificação. Existe também uma grande diversidade fenotípica e ecológica, ou funcional entre as espécies que parecem estar relacionadas à diversificação. O desenvolvimento de métodos filogenéticos comparativos permitiu o estudo da diversificação e evolução de atributos das espécies, aspectos centrais em estudos de macroecologia evolutiva. O objetivo do presente estudo é investigar os padrões de diversificação e evolução de atributos morfológicos e ecológicos de peixes da família Loricariidae, mais especificamente da subfamília Loricariinae, e testar se esses atributos estão relacionados com a diversificação da subfamília. Será utilizada uma filogenia contendo 114 representantes de espécies da subfamília e os atributos de tamanho corporal, nível trófico, nicho climático e micro hábitat (substrato). As taxas de diversificação da subfamília e dos atributos serão estimadas através do BAMM e serão testados diferentes modelos evolutivos (Movimento Browniano, Ornstein-Uhlenbeck, Early Burst, White Noise, Drift e Especiacional) para inferir o modo de evolução dos atributos na subfamília. Para investigar a correlação entre os traços e a diversificação das espécies, utilizaremos métodos de regressão filogenética, para que a dependência filogenética entre as espécies seja considerada na análise. Como resultados parciais obtivemos que a subfamília apresentou elevadas e constantes taxas de diversificação para todos os clados e que a evolução do tamanho corporal apresentou taxas heterogêneas de diversificação, com dois sub-clados onde as taxas foram mais elevadas, um deles composto por espécies de Spatuloricaria, Loricaria, Paraloricaria, Brochiloricaria, Crossoloricaria, Apistoloricaria, Rhadinoloricaria, Pseudohemiodon, Planiloricaria, Hemiodontichthys, Limatulichthys, Pseudoloricaria, Loricariichthys e Fonchiiloricaria e outro composto por espécies de Farlowella e Aposturisoma.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2019114 - SIDNEY FEITOSA GOUVEIA
Interno - 1690189 - EDILSON DIVINO DE ARAUJO
Externo à Instituição - RENATA BARTOLETTE

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15440-bf36319aa9