UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 26 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: RAFAELLA DE OLIVEIRA SANTOS SILVA
17/02/2017 09:39


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAFAELLA DE OLIVEIRA SANTOS SILVA
DATA: 20/02/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do DFA
TÍTULO: Identificação e desenvolvimento de indicadores de qualidade para serviços de Revisão da Farmacoterapia
PALAVRAS-CHAVES: Revisão da Farmacoterapia; ambulatório; pesquisas de implementação em serviços de saúde; indicadores de qualidade.
PÁGINAS: 209
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

Resumo: Introdução. Problemas farmacoterapêuticos ocorrem com frequência aumentando a morbimortalidade e os custos com serviços de saúde. Nesse contexto, a serviços de Revisão da Farmacoterapia (RF) podem ser elementos-chave na melhora da qualidade da prescrição e prevenção de eventos adversos a medicamentos. Entretanto são escassos estudos sobre desenvolvimento de indicadores, implantação, monitorização, avaliação e aprimoramento da qualidade de serviços de RF. Objetivo. Desenvolver indicadores de qualidade para serviços de Revisão da Farmacoterapia. Metodologia. O presente estudo foi realizado em duas etapas. Na primeira etapa foi realizada uma overview de revisões sistemáticas (RS) a fim de avaliar a RF conduzida por farmacêuticos em diferentes cenários de prática. A busca foi realizada nas bases de dados Embase, Lilacs, PubMed, Scopus, The Cochrane Library e Web of Science até 12 de maio de 2016. A seleção dos estudos, extração dos dados e avaliação da qualidade foram realizadas por dois avaliadores de forma independente. Quaisquer discrepâncias foram resolvidas por um terceiro avaliador ou consenso. Na segunda etapa, foi realizado um estudo de desenvolvimento metodológico em duas fases subsequentes a fim desenvolver indicadores de qualidade para serviços de RF. Primeiramente, variáveis utilizadas para avaliar a RF com potencial de constituir indicadores foram identificadas por meio da overview realizada na etapa anterior. Posteriormente, as técnicas Delphi modificada e Grupo Nominal foram utilizadas para categorizar as variáveis identificadas de acordo com o modelo SPO proposto por Donabedian; eleger as variáveis que poderiam dar subsídio ao desenvolvimento; e, desenvolver os indicadores de qualidade para serviços de RF. Resultados. Na primeira etapa foram identificadas onze revisões sistemáticas. A qualidade metodológica foi baixa para a maioria das revisões incluídas. Nestas, a RF foi realizada em diferentes países, cenários de prática e tipos de pacientes. Ademais, é definida tanto como componente de prática (intervenção) quanto serviço clínico farmacêutico adotando diferentes nomenclaturas. Independente das terminologias, o principal objetivo relatado para a RF é o de identificar e resolver problemas farmacoterapêuticos. Para tal, este serviço é realizado geralmente em colaboração com profissionais de saúde como médicos e enfermeiros. Na segunda etapa, 272 variáveis foram extraídas a partir da overview realizada na etapa anterior. Destas 253 foram eleitas para o desenvolvimento dos indicadores de qualidade. Ao final do estudo, 72 indicadores de qualidade para serviços de RF foram desenvolvidos dos quais quatro foram de estrutura, 47 de processos e 21 de resultados. Conclusões. Os indicadores de qualidade desenvolvidos podem auxiliar no desenvolvimento de modelos científicos para estruturação e processos de trabalho, estratégias de implantação bem como avaliação e aprimoramento da qualidade dos serviços de RF.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 949.166.594-49 - ALFREDO DIAS DE OLIVEIRA FILHO
Presidente - 1315121 - DIVALDO PEREIRA DE LYRA JUNIOR
Externo ao Programa - 2928605 - GISELLE DE CARVALHO BRITO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5