UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 28 de Janeiro de 2023

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ERNESTO FREDERICO DA COSTA FOPPEL
10/02/2017 17:22


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ERNESTO FREDERICO DA COSTA FOPPEL
DATA: 23/02/2017
HORA: 13:30
LOCAL: PRODEMA
TÍTULO: APLICAÇÃO DA METODOLOGIA MESMIS EM POVOADOS RESIDENTES NO ESTUÁRIO DO RIO VAZA-BARRIS NA DETERMINAÇÃO DE UM ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE.
PALAVRAS-CHAVES: Sustentabilidade, Recursos Pesqueiro, Comunidade Ribeirinha
PÁGINAS: 62
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

No Brasil, como em outras partes do mundo, há nas últimas décadas escassez de alimentos advindos de ambientes aquáticos. Antes considerado um recurso ilimitado devido às grandes dimensões do mar, hoje quase todos os seus estoques encontram-se sobre-explorados. A pesca seja ela industrial ou artesanal realizada no mar ou águas interiores, vem demonstrando declínios e as causas podem ser naturais como também por origem antrópica como o uso de apetrechos de pesca inadequados, desrespeito a reposição dos estoques e má gestão por parte dos órgãos públicos seja na fiscalização ou pelo seu distanciamento com atores sociais, principalmente daqueles que vivem quase que exclusivamente da pesca. As comunidades ribeirinhas são extrativistas desses recursos encontrados no meio ambiente, que devido à escassez acabam abandonando a atividade ou se ariscando com embarcação inapropriada no mar, sendo um risco à vida. Além disso, essas comunidades estão propensas à perda de identidade devido à chegada de moradias de fora, exploração turística, entre outros problemas. O presente trabalho tem como objetivo determinar o Índice de Sustentabilidade em três comunidades ribeirinhas no estuário do rio Vaza-Barris, litorais sul do estado de Sergipe. O método proposto é uma adaptação do MESMIS (Marco para Avaliação de Sistemas de Manejo de Recursos Naturais) como roteiro metodológico. Para a metodologia serão utilizados indicadores da dimensão social, econômica e ambiental conhecido através de revisão bibliográfica e legislação ambiental vigente. Nas comunidades pretendidas serão feitas entrevistas semiestruturadas, com perguntas quali-quantitativas e esquema de coletas através do método bola de neve. O resultado esperado é determinar o nível de sustentabilidade das dimensões pretendidas para auxiliar na gestão de políticas públicas e criar alternativas que incrementem nos aspectos socioeconômicos da comunidade estudada e fomente a pesca sustentável na região, favorecendo a reposição desse recurso na natureza.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2579022 - GREGORIO GUIRADA FACCIOLI
Interno - 2273536 - LAURA JANE GOMES
Externo ao Programa - 426291 - NAPOLEAO DOS SANTOS QUEIROZ
Interno - 1153037 - STEPHEN FRANCIS FERRARI

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2023 - UFRN v3.5.16 -r18277-8067e35817