UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 24 de Junho de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: TAMIRIS DA SILVA OLIVEIRA
01/02/2017 09:24


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TAMIRIS DA SILVA OLIVEIRA
DATA: 24/02/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 02 do Polo de Gestão
TÍTULO: MORCEGOS FRUGÍVOROS EM FRAGMENTOS DE MATA ATLÂNTICA DO ESTADO DE SERGIPE: DIETA, DISPERSÃO E GERMINAÇÃO DE SEMENTES.
PALAVRAS-CHAVES: Chiroptera, interações ecológicas, restinga.
PÁGINAS: 16
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
SUBÁREA: Ecologia de Ecossistemas
RESUMO:

As relações estabelecidas entre as plantas e seus dispersores caracterizam relações ecológicas de mutualismo, onde ambas as espécies se beneficiam. Os morcegos frugívoros são bons dispersores de sementes, dispersando uma variedade delas, em especial as de tamanho pequeno, que são capazes de passar pelo trato digestório dos animais, e por consequência apresentar alterações no comportamento germinativo favorecendo o desenvolvimento das mesmas. Assim, o presente estudo tem por objetivo analisar a dieta de morcegos frugívoros que ocorrem em um fragmento de Restinga do Estado de Sergipe e avaliar sua influência na germinação e dispersão de sementes. O estudo será desenvolvido na Reserva do Caju em Itaporanga D’Ajuda-SE. Para captura dos morcegos serão utilizadas dez redes de neblina que ficarão abertas por um período de seis horas a partir do pôr do Sol, sendo vistoriadas a cada trinta minutos. As campanhas serão realizadas mensalmente durante 12 meses, com duas noites de captura por mês. Os indivíduos capturados serão colocados em sacos de pano por no mínimo 50 minutos para deposição das fezes. As fezes recolhidas dos sacos serão acondicionadas em envelopes de papel manteiga, os quais serão individualizados e armazenados em câmera fria a 10°C. Em laboratório, as fezes serão triadas e as sementes encontradas serão separadas, identificadas e contabilizadas. Será calculada a frequência de ocorrência dos itens alimentares na dieta das espécies. Para avaliar a similaridade entre as espécies de plantas quanto às espécies de morcegos visitantes de frutos serão realizadas ordenações pela técnica de escalonamento multidimensional não-métrico (NMDS). Para avaliar a sazonalidade da ocorrência de espécies de sementes na dieta dos morcegos será calculada a média mensal do número de amostras fecais contendo cada espécie de planta. Os tratamentos dos testes de germinação serão divididos em: sementes consumidas por morcegos e sementes não consumidas (controle). Serão escolhidas ao acaso 100 sementes de cada tratamento que serão semeadas em quatro potes plásticos de 500 mL com 25 sementes cada, como substrato será utilizado o solo da área de estudo. O número de sementes germinadas será registrado diariamente até o fim do experimento. Serão avaliados os parâmetros de germinabilidade (%), tempo médio de germinação, índice de velocidade de germinação e índice de sincronização. Será utilizado o software GerminaQuant 1.0 para calcular todos os parâmetros de germinação, e estes serão submetidos à análise pelo teste t de Student, com nível de significância de 5%.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1712587 - ELIZAMAR CIRIACO DA SILVA
Presidente - 1881178 - MARCOS VINICIUS MEIADO
Interno - 1543186 - RENATO GOMES FARIA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15440-bf36319aa9