UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 22 de Junho de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RAYANNA HELLEM SANTOS BEZERRA
01/02/2017 09:19


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAYANNA HELLEM SANTOS BEZERRA
DATA: 20/02/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Polo de Gestão
TÍTULO: Ectoparasitos de morcegos em área de restinga, Sergipe: Uma análise ecológica e filogenética
PALAVRAS-CHAVES: filogenia, morcegos, parasitismo, Streblidae
PÁGINAS: 24
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
SUBÁREA: Ecologia de Ecossistemas
RESUMO:

A estruturação da comunidade de parasitos de morcegos pode ser influenciada pelo tamanho corporal, densidade populacional e sexo da espécie hospedeira, além de sua história evolutiva entre outros, podendo-se considerar que a comunidade parasitária é resultado das características ecológicas e filogenéticas do hospedeiro. Esse estudo tem como objetivo principal caracterizar a comunidade de ectoparasitos associados a morcegos em área de restinga, Sergipe. As campanhas de campo serão realizadas mensalmente, durante duas noites consecutivas, entre outubro/2016 e setembro/2017. Para a captura de morcegos serão dispostas 10 redes de neblina no interior da mata. Os ectoparasitos coletados serão armazenados em álcool 70% e levados ao laboratório para posterior identificação. Para as espécies de morcegos mais abundantes serão determinadas as taxas parasitológicas e o índice de especificidade. Será avaliada a influência do tamanho corporal do hospedeiro sobre a riqueza de ectoparasitos através de regressão linear. Para as espécies de ectoparasitos mais abundantes será verificada a influência do sexo do hospedeiro e da sazonalidade nas taxas de prevalência, através do teste qui-quadrado, e da intensidade média através do teste t. Para avaliar se hospedeiros filogeneticamente mais próximos possuem uma composição parasitária mais similar, será realizado um teste de mantel. Todas as análises estatísticas serão realizadas no software R, com 5% de significância. Espera-se uma maior influência da similaridade limitante na infracomunidade de parasitos que habitam o mesmo hospedeiro. Fêmeas devem apresentar uma maior carga parasitária pelo fato de permanecerem mais tempo nos abrigos e formarem colônias durante o período reprodutivo. Espécimes maiores devem apresentar maior riqueza de ectoparasitos ao oferecerem maior disponibilidade de recursos. Espera-se um maior grau de parasitismo no período seco associado ao aumento nas taxas reprodutivas dos parasitos e morcegos filogeneticamente mais próximos devem apresentar maior similaridade na composição parasitária, uma vez que estes apresentam uma menor distinção taxonômica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1819383 - ADRIANA BOCCHIGLIERI
Externo à Instituição - DANIEL OLIVEIRA SANTANA
Interno - 2019114 - SIDNEY FEITOSA GOUVEIA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15440-bf36319aa9