UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Junho de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: THIAGO D'AVILLA GOMES DE SOUSA
01/02/2017 09:15


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THIAGO D'AVILLA GOMES DE SOUSA
DATA: 17/02/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 02 do Polo de Gestão
TÍTULO: A Percepção dos pescadores artesanais frente aos impactos ambientais no Baixo São Francisco
PALAVRAS-CHAVES: Etnoictiologia, Pesca Artesanal, Impactos Ambientais, Rio São Francisco.
PÁGINAS: 15
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
SUBÁREA: Ecologia de Ecossistemas
RESUMO:

Os impactos antrópicos aos ecossistemas têm sido fator preponderante tanto na redução da biodiversidade como em implicações ao desenvolvimento socioeconômico das populações humanas. Estudos Etnoictiológicos podem revelar informações precisas acerca dos recursos pesqueiros e do ambiente, já que pescadores apresentam um detalhado conhecimento que foi aprimorado e transmitido ao longo das gerações. O presente estudo tem como objetivo principal obter a percepção dos pescadores sobre os peixes, a pesca artesanal e os impactos ambientais no Baixo São Francisco, na busca de informações que subsidiem o desenvolvimento de ações de conservação para o manejo pesqueiro e para a criação de políticas públicas para a região. Para isso, serão testadas as seguintes hipóteses: (i) As alterações ambientais provocadas pelas barragens do Baixo São Francisco estão associadas ao declínio dos estoques pesqueiros na região; (ii) Os pescadores das comunidades do Baixo São Francisco possuem detalhado conhecimento acerca da ictiofauna e do ambiente; (iii) Os impactos ambientais no Baixo São Francisco implicam na perda do Conhecimento Ecológico Local dos pescadores. O estudo será desenvolvido nas cidades de Paulo Afonso (BA), Piranhas (AL), Porto da Folha (SE) e Penedo (AL), onde serão coletados os dados etnobiológicos através dos métodos de pesquisa participante, entrevistas livres e semiestruturadas, testes projetivos, turnês guiadas e mapas mentais. Serão utilizados como material um gravador de voz, roteiros semiestruturados de pesquisa e imagens dos peixes que ocorrem no rio São Francisco. Também serão realizadas coletas científicas na região para representação parcial da diversidade ictiofaunística, bem como comparações das citações dos entrevistados às informações disponíveis na literatura para averiguação da consistência e robustez das respostas. Para o controle, serão realizadas entrevistas sincrônicas e diacrônicas. O material científico coletado (dados etnoictiológicos, ictiológicos e exemplares da ictiofauna da região) estará disponível na Coleção de Ictiologia da Universidade Federal de Sergipe. Por fim, os dados quali-quantitativos serão analisados através da União das Competências Individuais, do teste Qui-Quadrado (X²), e das Análises Multivariadas PCA e NMDS para teste das referidas hipóteses.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1674021 - LEANDRO DE SOUSA SOUTO
Presidente - 1687626 - MARCELO FULGENCIO GUEDES DE BRITO
Interno - 1516901 - ROSELI LA CORTE DOS SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15440-bf36319aa9