UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 29 de Janeiro de 2023

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: MÁRCIO ROSSELINE DA SILVA FERREIRA
31/01/2017 11:56


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MÁRCIO ROSSELINE DA SILVA FERREIRA
DATA: 06/02/2017
HORA: 10:00
LOCAL: Prodema
TÍTULO: Patrimônio cultural e desenvolvimento sustentável em cidades históricas do nordeste brasileiro
PALAVRAS-CHAVES: Paisagem; patrimônio; cultural; natureza; sustentabilidade.
PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Por muito tempo cultura e meio natural estiveram dissociadas e tratadas isoladamente. O percurso que visa aproximá-las representa uma ruptura no modelo de conceber as relações entre sociedade e natureza. As rígidas fronteiras impostas pelo saber disciplinar se dissolvem a partir do enraizamento da categoria analítica ‘paisagem cultural’, cujo conceito apreende os elementos culturais e naturais constituindo-os numa configuração integrada. A base holística do conceito de paisagem cultural tem sido utilizada como categoria operacional por instituições responsáveis pela salvaguarda do patrimônio cultural e natural; como a UNESCO e o IPHAN à luz do desenvolvimento sustentável. Tendo por objetivo principal analisar os usos do patrimônio cultural tangível e intangível integrado a natureza da qual foram construídas as cidades históricas de Igarassu (PE), Marechal Deodoro (AL) e São Cristóvão (SE), a pesquisa lança mão da metodologia comparativa a fim de compreender se as políticas de desenvolvimento aplicadas nas cidades-patrimônio são sustentáveis. A hipótese sugerida é que o modelo de desenvolvimento adotado tendo por inspiração o turismo histórico cultural tem se revelado insustentável, expondo à vulnerabilidade a memória cultural e os recursos naturais das cidades patrimonializadas. Os procedimentos metodológicos a serem aplicados à pesquisa visaram coletar dados de natureza teórica para conceituação das categorias explicativas e dados empíricos variáveis tendo por objetivo refutar ou confirmar a tese levantada. De sorte que, documentos oficiais, observação in loco, análise imagética, entrevista e outros recursos, estão sendo instrumentalizados na tessitura da narrativa científica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 426603 - ANTONIO CARLOS DOS SANTOS
Interno - 2222763 - MARIA JOSE NASCIMENTO SOARES
Externo ao Programa - 1698693 - EVALDO BECKER
Externo ao Programa - 426602 - ROGERIO PROENCA DE SOUSA LEITE
Externo à Instituição - GIVALDO BARBOSA DA SILVA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2023 - UFRN v3.5.16 -r18277-8067e35817