UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 13 de Junho de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: TACILA RAYANE JERICO SANTOS
30/01/2017 12:33


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TACILA RAYANE JERICO SANTOS
DATA: 20/02/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Laboratório de Análise de Flavor
TÍTULO: Avaliação da atividade antimicrobiana“in vitro” de resíduos de frutas exóticas frente a algumas bactérias contaminantes de alimentos
PALAVRAS-CHAVES: resíduos de frutas, antimicrobianos, compostos bioativos
PÁGINAS: 83
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
RESUMO:

As frutas tropicais nativas e/ou exóticas de grande potencial agro-industrial, apresentam um elevado potencial para consumo. Porém, um grande volume de resíduos contendo vários componentes bioativos é gerado e descartado no meio ambiente, causando sérios danos ambientais. Neste contexto este trabalho teve como objetivo a obtenção de extratos de diferentes frutas exóticas e avaliação do potencial antimicrobiano dos mesmos frente as bactérias Bacillus cereus, Bacillus subtilis, Escherichia coli, Enterococcus faecalis, Pseudomonas aeruginosa, Salmonella enteritidis, Serratia marcescens e Staphylococcus aureus. Inicialmente foram obtidos extratos dos resíduos das frutas dekopon (Citrus reticulata 'Shiranui'), granadilla (Passiflora ligularis), kiwi (Actinidia deliciosa), mirtilo (Vaccinium myrtillus), noni (Morinda citrifolia), sapoti (Manilkara zapota), tamarillo (Solanum betaceum) e tamarindo (Tamarindus indica) utilizando os solventes água destilada, acetona, metanol e etanol em concentrações de 40 a 80%, os quais foram avaliados quanto ao potencial antimicrobiano. Destes, os que apresentaram maior potencial antimicrobiano foram os extratos da junção cascas e sementes de tamarindo (etanol 80%) e os extratos de semente de granadilla (acetona 80%) com valores de concentração inibitória mínima de 0,39 mg/mL. Para estes extratos, realizou-se experimentos variando-se a proporção sólido:solvente, agitação e tempo de extração, onde avaliou-se a atividade antimicrobiana e composição de compostos fenólicos e flavonoides totais. O extrato da junção casca e semente de tamarindo com solvente etanol 80% na condição 5 (temperatura: 36 ºC; razão sólido:solvente, 1,5:10 e termpo: 50 min) e extrato de semente de granadilla com solvente acetona 80% na condição 4 (temperatura: 54ºC; razão sólido:solvente 5:10 e tempo: 20 min), foram os que apresentaram maior potencial antimicrobiano. Por outro lado, os maiores teores de fenólicos (104,29 mg GAE.g–1 e 31,21 mg GAE.g–1) e flavonoides totais (70,76 mg quercetina.g–1 e 13,94 mg quercetina.g–1) para os extratos de sementes de granadilla, respectivamente foram obtidos nas condições 12: (temperatura: 45 ºC; razão sólido:solvente: 6:10 e tempo: 35 min.) e 4: (temperatura: 54 ºC; razão sólido:solvente: 5:10 e tempo: 20 min.), respectivamente. Os extratos das frutas exóticas estudadas neste trabalho e ainda não relatados na literatura demonstraram potencial para serem usados em estudos futuros como antimicrobianos naturais de alimentos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2505573 - LUCIANA CRISTINA LINS DE AQUINO SANTANA
Interno - 6330812 - NARENDRA NARAIN
Externo ao Programa - 2455650 - GABRIEL ISAIAS LEE TUÑON

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15368-99f189d34b