UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: KLEBSON SILVA SANTOS
27/01/2017 08:12


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KLEBSON SILVA SANTOS
DATA: 09/02/2017
HORA: 15:00
LOCAL: Sala de Reunião do Núcleo de Estudos em Sistemas Coloidais (NUESC), Instituto de Tecnologia e Pesqui
TÍTULO: Inibição do crescimento de células tumorais humana por extratos de folhas de nim obtidos em extração sequencial por líquido pressurizado.
PALAVRAS-CHAVES: Atividade antitumoral; Indução de apoptose; Inibição do ciclo celular; Extração sequencial; Alta pressão;Compostos bioativos.
PÁGINAS: 82
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Morfologia
SUBÁREA: Citologia e Biologia Celular
RESUMO:

RESUMO:

O câncer é uma das mais comuns causa de morbidade e mortalidade na população mundial. Dados estimativos indicam uma crescente progressão de novos casos e morte por câncer para as próximas décadas. Associado a isso, os tratamentos com drogas sintéticas e radioterapia ainda causam efeitos colaterais que dificultam ainda mais a vida dos pacientes, o que desperta a busca por tratamentos alternativos.Extratos obtidos de folhas de nim têm sido estudos ao longo do tempo devido os seus compostos bioativos, tais como flavonoides e terpenos. Esses biocompostos apresentam efeitos para o controle e prevenção do câncer,atravésde mecanismos de ação como a indução deapoptose e inibição do ciclo celular.Esses compostos podem ser obtidosem extração por líquido pressurizado, que apresenta eficientesolvatação dos compostos alvo, devido a sua elevada seletividade e permitir a utilização de solventes polares e apolares obtendo mais de um extrato a partir de uma única massa de matiz vegetal.O objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito citotóxico de extratos de folhas de nim obtidos em extração sequencial por líquido pressurizado contra o crescimento de células tumorais humanas. A extração foi realizada usando os solventes hexano, acetato de etila e etanol (80%) sequencialmente. Em estudos preliminares foram usadas às temperaturas de 25 e 50 ºC, vazão de 1 e 2 mL/min e uma pressão isobárica de 100 bar. Além disso, foi realizada uma cinética de extração. Os extratos foram caracterizados por cromatografia líquida de alta eficiência acoplada com um detector de espectrometria de massas com ionização por electrospray e outro com arranjo de fotodiodos. Os flavonoides totais, fenólicos totais e as propriedades antioxidantes foram mensurados por métodos espectrofotométricos. O crescimento das células cancerígenas HeLa, HepG2, MCF-7, NCI-H460 e TK6 e das células não cancerígenas (PLP2) foi avaliado por métodos colorimétricos. A citometria de fluxo foi usada para verificar a indução de apoptose e a distribuição das fases do ciclo celular. A genotoxicidade foi avaliada a partir do ensaio do cometa.Os resultados mostraram que o aumento da temperatura de 25 para 50 ºC aumentou o rendimento global de extração (hexano + acetato de etila + etanol) em cerca de 1%. Contudo, a diminuição da vazão de 2 mL/ min para 1 mL/mim aumentou o rendimento da extração significativamente (p<0.05). A cinética de extração mostra que 60 minutos de extração (60 mL de solvente) é o melhor tempo para extrair compostos do nim por líquido pressurizado.A extração sequencial com fluxo de 1 mL/min e temperatura de 25 ºC teve um rendimento médio de 0,3677±0,012% (hexano), 0,3138±0,0181% (acetato de etila), 7,2323±0.1302% (etanol 80%) e a não sequencial extração 7,1593±0,3350% (etanol 80%). As análises cromatográficas sugerem uma similaridade entre os compostos obtidos com os solventes hexano, acetato de etila e etanol, contudo, o solvente acetato de etila parece extrair uma maior quantidade de terpenos e do composto rutina entre os referidos solventes. Os flavonoides e fenólicos totais foram encontrados em maior quantidade na extração com acetato de etila. Os extratos de nim apresentam efeitos antioxidantes através do poder de redução e captura de radicais livres.Os ensaios de citotoxicidade mostram que o extrato obtido com acetado de etila foi o mais eficiente agente antiproliferativo para as células tumorais do que os extratos hexano e extrato etanólico respectivamente. Contudo, as células cancerígenas são mais sensíveis aos extratos obtidos comparado com as células não cancerígenas. Além disso, são capazes de induzir a apoptose e causar inibição na fase G1 do ciclo celular de células tumorais, esses mecanismos antitumorais causam danos genéticos nas células TK6 testadas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2335200 - CHARLES DOS SANTOS ESTEVAM
Externo à Instituição - CLAUDIO DARIVA
Externo à Instituição - ELTON FRANCESCHI
Externo à Instituição - JULIANA CORDEIRO CARDOSO
Interno - 138.707.468-74 - MARGARETE ZANARDO GOMES
Presidente - 849.876.344-49 - RICARDO LUIZ CAVALCANTI DE ALBUQUERQUE JUNIOR

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307