UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 02 de Fevereiro de 2023

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: SARA JULLIANE RIBEIRO ASSUNÇÃO
16/01/2017 09:35


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SARA JULLIANE RIBEIRO ASSUNÇÃO
DATA: 09/02/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Prodema - sala a definir
TÍTULO: Tecnologias para a sustentabilidade das explorações do Milho Verde em Sergipe
PALAVRAS-CHAVES: Milho, Milho verde em espigas, Tabuleiros Costeiros, Extensão tecnológica, Agricultura familiar
PÁGINAS: 48
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A agricultura é considerada uma das atividades que quando não bem planejada e executada, pode gerar impactos negativos sob o meio ambiente. Esses impactos afetam tanto a parte biótica do ecossistema (plantas e animais), como a parte abiótica (solo e água). Por sua vez, o solo é considerado como um fator primordial para o desenvolvimento das culturas agronômicas, pois serve de suporte ao desenvolvimento das plantas e fornece água e nutriente para o seu desenvolvimento, sendo o seu manejo, determinante para a sustentabilidade das explorações agrícolas. O manejo inadequado do solo apresenta como efeito direto a diminuição da produtividade e rentabilidade das lavouras, perda da qualidade do solo associada à perda da capacidade produtiva do solo.Dentre as formas de manejo do solo utilizada na agricultura, destacam-se o plantio direto e o cultivo mínimo (praticas conservacionistas) e sistema convencional, que causam diferentes graus de mobilização do solo, que por sua vez podem acarretar na sua degradação. No estado de Sergipe dentre as culturas cultivadas pelos pequenos e médios agricultores, destaque deve ser dado ao cultivo do milho verde, devido a sua importância alimentar e social, e a alta rentabilidade da atividade. Entretanto aspectos relacionados à sustentabilidade dessas explorações tem-se mostrado preocupante quanto à adoção de práticas não conservacionista. Desta forma, o desenvolvimento de tecnologias adequadas às características edafoclimáticas da região eque promovam ou melhore a qualidade do solo, associada a uma elevada produtividade e rentabilidade, são desejáveis. O presente trabalho apresenta como objetivo geral, avaliar tecnologias disponíveis para a cultura do milho verde, e desenvolver uma tecnologia social que promovam a sustentabilidade do seu cultivo no estado de Sergipe. A pesquisa será conduzida no campus rural da UFS, num experimento de 17 anos de condução, onde serão selecionadas tecnologias que atendam a premissa da sustentabilidade agrícola;e na cidade de Japaratuba, região oeste do estado de Sergipe, onde as tecnologias selecionadas serão avaliadas e adaptadas à realidade local, com a participação dos agricultores, possibilitando a geração da tecnologia social.Ao final deste trabalho espera-se desenvolver uma tecnologia adequada a realidade local, que possa promover a sustentabilidade das explorações agrícolas, além decontribuir com a geração de informações técnicas quanto ao cultivo do milho verde em Sergipe.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1316620 - ALCEU PEDROTTI
Interno - 2222763 - MARIA JOSE NASCIMENTO SOARES
Externo ao Programa - 2139109 - MARCO ANTONIO PEREIRA QUEROL
Externo ao Programa - 1201910 - FRANCISCO SANDRO RODRIGUES HOLANDA
Externo à Instituição - FERNANDA CRISTINA CAPARELLI DE OLIVEIRA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2023 - UFRN v3.5.16 -r18291-d8b5d91c4a