UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 23 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: AUGUSTO CESAR NABUCO DE ARAUJO FARO
16/01/2017 09:44


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: AUGUSTO CESAR NABUCO DE ARAUJO FARO
DATA: 27/01/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Centro de Pesquisas Biomédicas/HU Sala 27
TÍTULO: Aspectos Oculares em indivíduos Adultos com Deficiência Isolada e Congênita do Hormônio do Crescimento.
PALAVRAS-CHAVES: GH, Deficiência de GH, IGF-I, acuidade visual, erro refracional, pressão intra-ocular, comprimento axial, profundidade da câmara anterior, espessura da córnea.
PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

OBJETIVO: A função ocular é fundamental para a adaptação ambiental e a capacidade de sobrevivência. Fatores de crescimento são julgados necessários para alcançar um globo ocular maduro, e conseqüente visão adequada. No entanto, as consequências da deficiência isolada do hormônio de crescimento circulante (GH) e do seue efetor , o fator de crescimento r semelhante à insulina I (IGF-I) nos aspectos físicos do olho humano ainda são debatidas. Um modelo de deficiência isolada de GH não tratada (DIGH) pode esclarecer esta questão. O objetivo deste estudo foi avaliar os aspectos físicos do globo ocular de indivíduos adultos com DIGH que nunca receberam terapia com GH.DESENHO: Estudo transversalMÉTODOS: Ambiente: Hospital Universitário, Universidade Federal de Sergipe, Brasil. Pacientes: 25 indivíduos adultos com DIGH homozigotos para uma mutação nula (c.57 + 1G> A) no gene do receptor GHRH e 28 controles pareados foram submetidos a avaliação endócrina e oftalmológica. Principais medidas: acuidade visual, pressão intraocular, erro refracional, comprimento axial ocular (AL) absoluto e corrigido paela estatura, profundidade da camar anterior e espessura corneana central (CCT) .RESULTADOS: Apesar do IGF-I sérico não mensurável, não houve diferença entre os grupos quanto à acuidade visual, pressão intra-ocular e erro refracional..Individuos com IGHD apresentaram menores valores absolutos de AL, profundidade da câmara anterior e CCT do que os controles, mas dentro de seus respectivos intervalos normais. Enquanto a estatura média no grupo IGHD foi de 78% do grupo de controlo, a média do AL foi de 96%.CONCLUSÕES: Essas observações não sugerem efeito relevante da deficiência do GH pituitário e IGF-I circulante sobre os achados físicos oculares. Os fatores de crescimento autócrinos ou paracrinos podem ser mais relevantes para o crescimento ocular.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1933157 - CARLA RAQUEL OLIVEIRA SIMOES
Externo ao Programa - 3204497 - FRANCISCO DE ASSIS PEREIRA
Externo à Instituição - GUSTAVO BARRETO DE MELO
Externo à Instituição - JOAO MARCELO DE ALMEIDA GUSMÃO LYRA
Presidente - 426411 - MANUEL HERMINIO DE AGUIAR OLIVEIRA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5