UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: THIAGO HENRIQUE ALMEIDA SOUZA
19/12/2016 09:41


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THIAGO HENRIQUE ALMEIDA SOUZA
DATA: 09/01/2017
HORA: 14:00
LOCAL: AUDITÓRIO DO DEPARTAMENTO DE FARMÁCIA
TÍTULO: EFEITO DA MEDITAÇÃO NSR NOS NÍVEIS DE ANSIEDADE DE ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS COM TRANSTORNO DE ANSIEDADE SOCIAL DE ACORDO COM O INVENTÁRIO DE FOBIA SOCIAL.
PALAVRAS-CHAVES: ansiedade-estado, ansiedade-traço, tensão subjetiva, teste de indução de ansiedade social.
PÁGINAS: 135
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

O transtorno de ansiedade social (TAS) destaca-se como um dos transtornos ansiosos mais limitantes para os indivíduos; está associado a um baixo desempenho acadêmico, impactando diretamente nos estudantes universitários; e seu tratamento ainda é um desafio. Tratamentos alternativos considerados eficazes, como a meditação, são muitas vezes de difícil acesso e de alto custo para a população geral, em especial, para os estudantes. Uma interessante alternativa surgiu na tentativa de resolver essa questão, a meditação “Natural Stress Relief” (NSR), pois pode ser aprendida por um método simples, autoexplicativo e de baixo custo. Sendo assim, o objetivo do presente estudo foi avaliar o efeito da meditação NSR nos níveis de ansiedade-traço, ansiedade-estado e tensão subjetiva, nos sintomas gerais de ansiedade e nos sintomas de ansiedade social de estudantes universitários com TAS de acordo com o Inventário de Fobia Social (SPIN); e, avaliar se quatro semanas de prática da meditação NSR poderiam prevenir as alterações nos níveis de ansiedade-estado e tensão subjetiva eliciadas por um teste de indução de ansiedade social. Para tanto foram selecionados estudantes universitários, de ambos os sexos, diagnosticados com TAS pelo SPIN. Os voluntários foram alocados em dois grupos: NSR (n=14) ou Espera (n=12). Os indivíduos do grupo NSR realizaram duas sessões por dia da meditação NSR (15 min por sessão), durante quatro semanas, sendo que a primeira e a última sessões foram realizadas no laboratório de fisiologia do comportamento. Os indivíduos pertencentes ao grupo Espera não praticaram técnica alguma; e durante o equivalente a primeira e última sessões de meditação, ao invés dos 15 min de prática permaneceram por 15 min sentados confortavelmente. Os voluntários de ambos os grupos foram submetidos à avaliação dos níveis de ansiedade-traço (parte II do Inventário de Ansiedade Traço/Estado: IDATE-T) no início e ao fim das 4 semanas, bem como a avaliações semanais dos sintomas gerais de ansiedade (subescala ansiedade da Escala Hospitalar de Ansiedade de Depressão: HADS-A) e dos sintomas de ansiedade social (SPIN). Níveis subjetivos (parte I do IDATE: IDATE-E) e objetivos (parâmetros fisiológicos: eletromiografia do músculo gastrocnêmio, frequência cardíaca, temperatura de extremidade e condutância da pele) da ansiedade-estado e tensão subjetiva (Escala Analógica de Tensão: EAT) foram avaliados antes e após a primeira e a última sessão. No dia seguinte a última sessão, os voluntários foram individualmente submetidos a um teste de indução de ansiedade social, sendo que antes, durante e após este teste eles foram submetidos às avaliações dos níveis subjetivos e objetivos da ansiedade-estado e de tensão subjetiva. Os dados obtidos foram analisados por meio de testes estatísticos apropriados. Os resultados mostraram que a prática diária da meditação NSR reduziu os níveis de ansiedade-traço; reduziu gradualmente os sintomas gerais de ansiedade e os sintomas de ansiedade social; e reduziu os níveis basais subjetivos de ansiedade-estado e de tensão subjetiva, porém não foram observadas mudanças nos níveis objetivos do estado ansioso. Além disso, a análise dos dados revelou que quatro semanas de prática meditativa não foram suficientes para prevenir as alterações nos níveis de ansiedade-estado e tensão subjetiva eliciadas por um teste de indução de ansiedade social. De toda forma, este estudo mostrou, pela primeira vez, o efeito ansiolítico da meditação NSR em estudantes universitários com diagnóstico do TAS de acordo com o SPIN.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1334092 - FRANCILENE AMARAL DA SILVA
Interno - 1656787 - JOSIMARI MELO DE SANTANA
Externo ao Programa - 2869764 - MÔNICA SANTOS DE MELO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5