UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 18 de Junho de 2024

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: FERNANDO BARBOSA OLIVEIRA CORREIA
05/12/2016 15:03


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FERNANDO BARBOSA OLIVEIRA CORREIA
DATA: 15/12/2016
HORA: 08:00
LOCAL: Laboratório do UCA (DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO)
TÍTULO: FOTOGRAFIA COMO REPRESENTAÇÃO DO ESPAÇO GEOGRÁFICO: A EXPERIÊNCIA NO MOCAMBO
PALAVRAS-CHAVES: Educação. Construção do conhecimento. Fotografia. Espaço geográfico.
PÁGINAS: 115
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

Esta dissertação tem como objetivo geral compreender o uso da fotografia como recurso na construção do conhecimento geográfico dos estudantes da comunidade Quilombola. A pesquisa é reflexo de um estudo de caso e procura realizar leitura a partir do olhar fotográfico que os estudantes têm sobre a sua comunidade. Baseado em uma abordagem descritiva, apoiado no método de pesquisa qualitativa, o universo pesquisado é o Colégio Estadual Quilombola 27 de Maio, situado no povoado Mocambo (Porto da Folha/SE). Através da pesquisa-intervenção e da observação participante, foram realizadas previamente oficinas fotográficas para fomentar ambientes de discussão e análise de imagens. Em um segundo momento, a partir de câmeras analógicas, os estudantes foram instigados a fotografarem coletivamente o espaço em que vivem. Por fim, já com suas obras em mãos, os autores legendam suas fotografias, associando a narrativa visual com a narrativa textual, enquanto o professor de geografia das turmas participantes é entrevistado para analisar como se dá o uso da fotografia em sala de aula, bem como seu papel na construção do conhecimento. Os dados coletados através da entrevista, da observação e das narrativas textuais e visuais são analisados à luz de Bardin (análise de conteúdo) e Martine Joly (análise da imagem), sendo técnicas que procuram a significação profunda do texto ou da imagem, possibilitando ir além daquilo que não está latente na mensagem. As considerações finais apontam para a necessidade de repensarmos o uso da fotografia em sala de aula, ainda muito restrito à sua função meramente ilustrativa e pouco reflexiva. Desta forma, concluímos que compreender a fotografia como recurso visual para leitura e compreensão do espaço, é uma das formas necessárias para reoxigenar seu uso voltado cada vez mais para o processo de ensino e aprendizagem.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANDRÉA KARLA FERREIRA NUNES
Presidente - 1097582 - ANNE ALILMA SILVA SOUZA FERRETE
Interno - 1505794 - RAQUEL MEISTER KO FREITAG
Interno - 1765086 - RENATO IZIDORO DA SILVA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2024 - UFRN v3.5.16 -r19279-bcba364a3c