UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 18 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: DANIEL ORNELAS RIBEIRO
05/12/2016 11:30


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIEL ORNELAS RIBEIRO
DATA: 15/12/2016
HORA: 09:00
LOCAL: SALA 2 - PPGAGRI
TÍTULO: Caracterização e adaptabilidade de porta-enxertos cítricos consorciados com cacaueiro no estado de Sergipe
PALAVRAS-CHAVES: Citrus spp.; Theobroma cacao L.; Clorose Variegada dos Citros; melhoramento genético; diversificação da fruticultura.
PÁGINAS: 30
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

O estado de Sergipe destaca-se como um dos maiores pólos citrícolas do Brasil, porém, muitos municípios sergipanos com economia baseada na monocultura dos citros necessitam de práticas e tecnologias direcionadas à melhoria da rentabilidade e competitividade de mercado. O aumento da produtividade de pomares cítricos está relacionado ao desenvolvimento de práticas culturais adequadas, que favorecem a adaptação da cultura às diferentes condições edafoclimáticas e a expressão do seu potencial produtivo. Dentre estas práticas, o sistema de consórcio entre espécies tem sido amplamente utilizado nas regiões tropicais, tendo como vantagens a promoção de maior estabilidade da produção, melhoria da utilização da terra e da exploração de água e nutrientes, aumento da proteção do solo contra erosão e a diversificação da fonte de renda. Devido à sua grande importância econômica na agricultura brasileira, e por ser adaptado às regiões tropicais, o cacaueiro (Theobroma cacao L.) possui grande potencial para ser usado em sistemas de consórcio com espécies citrícolas em programas de diversificação da fruticultura sergipana. Diante disso, o projeto tem por objetivo realizar a caracterização morfo-agronômica e a avaliação da adaptabilidade de genótipos de espécies citrícolas usados como porta-enxertos e de mudas clonais de cacaueiro, cultivados em sistema de consórcio. Será avaliada ainda a qualidade fitossanitária dos genótipos dos citros, pela susceptibilidade ou resistência à doença Clorose Variegada dos Citros (CVC). O experimento será conduzido sob o delineamento de blocos casualizados, com três repetições. Os dados serão submetidos à análise de variância pelo teste F a 5% de probabilidade e o agrupamento de médias realizado pelo teste de Scott-Knott a 5% de probabilidade, com o auxílio dos softwares estatísticos SISVAR e GENES. Pretende-se, desta forma, obter informações para a seleção de porta-enxertos de citros adaptados a condições bióticas e abióticas, com ênfase na resistência à CVC, e de genótipos de cacaueiro propagados por sementes e por estaquia, visando o incremento de produtividade com frutos e sementes de melhor qualidade, o sucesso de plantios comerciais e a diversificação da fruticultura do estado de Sergipe.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1562875 - LUIZ FERNANDO GANASSALI DE OLIVEIRA JUNIOR
Interno - 1460010 - MARCELO AUGUSTO GUTIERREZ CARNELOSSI
Externo ao Programa - 2178501 - PEDRO ROBERTO ALMEIDA VIEGAS
Presidente - 2483844 - RENATA SILVA MANN

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e