UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 30 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: TATIANE GRAÇA MARTINS
11/11/2016 11:06


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TATIANE GRAÇA MARTINS
DATA: 05/12/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Mini auditório do CCBS, Campus São Cristóvão
TÍTULO: Implantação da Consulta de Enfermagem no Núcleo de Alergia Alimentar de Sergipe
PALAVRAS-CHAVES: Classificação; Enfermagem; Hipersensibilidade a Leite; Processos de Enfermagem; Teoria de Enfermagem.
PÁGINAS: 36
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Enfermagem
SUBÁREA: Enfermagem Pediátrica
RESUMO:

Introdução: O crescente índice de crianças com alergia alimentar nos últimos anos, vem tornando-se um sério problema de saúde pública no Brasil e no mundo. Assim, as crianças com alergia alimentar, ressaltando-se a alergia a proteína do leite de vaca (APLV), necessitam de uma assistência de enfermagem de qualidade, pautada numa consulta sistematizada. Para tal, a Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem (CIPE®) é um instrumento metodológico eficaz que auxilia a prática clínica do enfermeiro e a elaboração de um subconjunto terminológico da CIPE® contribui para um planejamento assistencial seguro e cognoscível. Objetivo: Elaborar um Subconjunto Terminológico da Classificação Internacional para a Prática de Enfermagem - CIPE® para lactentes com alergia à proteína do leite de vaca. Método: Pesquisa metodológica subsidiada pela Teoria das Necessidades Humanas Básicas (NHB) de Wanda Horta complementada pelas Necessidades Humanas e Sociais, adaptadas por Garcia, Cubas, Chianca e Bachion de trabalho de autoria de Benedet e Bub e de Matsumoto. Organizada em quatro etapas: Identificação dos indicadores empíricos e de termos relevantes da CIPE® para os lactentes com diagnóstico ou suspeita de APLV; Mapeamento cruzado dos termos identificados nos indicadores empíricos com os termos da CIPE®; Elaboração dos enunciados de Diagnóstico/Resultados e Intervenções de Enfermagem e; Composição do Subconjunto Terminológico para os lactentes com APLV. Resultados: Os 48 indicadores empíricos, resultantes do formulário aplicado aos responsáveis pelas crianças da amostra, foram distribuídos em 14 necessidades humanas, organizadas no grupo das necessidades psicobiológicas, das necessidades psicossociais e das necessidade psicoespirituais. Estes foram validados por enfermeiros-juízes e resultou no instrumento de coleta de dados para a consulta de enfermagem, bem como no banco de termos que subsidiou a elaboração do Subconjunto Terminológico para lactentes com APLV, composto por 116 diagnósticos/resultados e 158 ações de enfermagem. Conclusão: O Subconjunto Terminológico da CIPE® para os lactentes com APLV propõe ser um instrumento facilitador para a consulta de enfermagem dessa clientela e uma documentação universal para que todos os enfermeiros possam utilizar.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ANA PAULA LEMOS VASCONCELOS
Externo ao Programa - 2027262 - ANNY GISELLY MILHOME DA COSTA FARRE
Externo ao Programa - 1241436 - JOSEILZE SANTOS DE ANDRADE
Interno - 2449971 - LEILA LUIZA CONCEICAO GONCALVES
Interno - 426451 - RITA MARIA VIANA REGO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12838-31cfbbda77