UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: LEONARDO YUNG DOS SANTOS MACIEL
10/11/2016 09:15


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LEONARDO YUNG DOS SANTOS MACIEL
DATA: 14/12/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Centro de Pesquisas Biomédicas/HU
TÍTULO: COMPARAÇÃO DO EFEITO PLACEBO ENTRE DISPOSITIVOS DE ACUPUNTURA NÃO PENETRANTES E ACUPUNTURA REAL EM INDIVÍDUOS SAUDÁVEIS: ESTUDO CLÍNICO ALEATÓRIO
PALAVRAS-CHAVES: Acupuntura; Placebo; Pontos de Acupuntura; Voluntários Saudáveis; Limiar da Dor.
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

Diversos estudos têm utilizado métodos de acupuntura placebo nos últimos anos como forma de mascaramento para testar o efeito terapêutico da acupuntura real, entretanto a seleção do dispositivo placebo não tem seguido critérios metodologicos a ponto de se criar um consenso de qual seria o melhor método para se utilizar. O presente estudo objetivou averiguar se técnicas de acupuntura placebo são indistinguíveis entre si e da acupuntura real. Métodos: Foram incluídos 321 voluntários saudáveis, os quais foram divididos aleatoriamente em sete grupos que utilizaram o ponto E25 (abdominal) e sete grupos que utilizaram o ponto B52 (lombar) para puntura. Foi aplicado acupuntura real, três métodos diferentes de acupuntura placebo além da mescla entre acupuntura real e placebo em um mesmo individuo, totalizando 14 grupos neste estudo. As avaliações da sensibilidade cutânea e profunda assim como a aplicação do questionário foram realizadas antes e imediatamente após a aplicação da técnica por investigador cego quanto a técnica que tinha sido aplicada. Resultados: A maioria dos sujeitos referiram que tinham recebido acupuntura real em todos os grupos, porém não houve diferença significativa quanto à percepção de que estavam recebendo acupuntura real ou placebo entre os grupos. O percentual de sujeitos que informaram acreditar ter recebido acupuntura real no ponto E25 foi de 69,56% no grupo real, 86,95% no grupo Park Sham, 82,60% no agulha + espuma, 91,30% na inserção e retirada, 78,26% no grupo real + Park Sham, 86,36% no real + agulha e espuma e 86,95% no real + inserção e retirada, no ponto B52 foi de 86,36% no grupo real, 86,95% no grupo Park Sham, 69,56% no agulha + espuma, 72% na inserção e retirada, 86,95% no real + Park Sham, 81,81% no grupo real + agulha e espuma e 78,26% no real + inserção e retirada. O limiar de sensibilidade cutânea não apresentou diferença estatística na análise intragrupo e também na comparação entre os grupos estudados, o limiar de dor por pressão apresentou uma diminuição dos valores após a aplicação da técnica apenas no grupo Real B52 (p = 0,044) e inserção e retirada (p = 0,037) para análise intragrupo e na comparação entre os grupos houve diferença estatística para o redução do limiar de dor entre o grupo Real E25 comparado com Park Sham B52 (p < 0,05) e Real no B52 comparado com inserção e retirada no ponto B52 (p < 0,05). Conclusão: Todos os métodos de acupuntura placebo utilizados são igualmente eficazes para mascaramento dos sujeitos de pesquisa que são punturados em distintos pontos corporais, e nenhum dos métodos placebo apresentou vantagem em relação aos demais para utilização em futuros ensaios clínicos. O limiar de sensibilidade cutânea não sofre alteração após a aplicação de acupuntura ou placebo, porém as técnicas Real E25 e Real B52 podem favorecer alteração do limiar de dor por pressão.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - CARLOS MICHELL TÔRRES SANTOS
Presidente - 1656787 - JOSIMARI MELO DE SANTANA
Externo à Instituição - MARCELO MENDONÇA MOTA
Interno - 2225863 - MURILO MARCHIORO
Interno - 2013648 - VITOR OLIVEIRA CARVALHO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5