UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 26 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: VANYLDO BERNARDINO DE OLIVEIRA JÚNIOR
10/10/2016 10:35


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: VANYLDO BERNARDINO DE OLIVEIRA JÚNIOR
DATA: 18/10/2016
HORA: 14:30
LOCAL: LABORATÓRIO DO DAD
TÍTULO: POLÍTICA PÚBLICA DE INTERIORIZAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR: UM ESTUDO DE CASO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE
PALAVRAS-CHAVES: ensino superior; interiorização das universidades federais; políticas públicas.
PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Administração
SUBÁREA: Administração Pública
RESUMO:

O ensino superior brasileiro vem passando por um intenso processo de expansão. Políticas públicas destinadas ao crescimento do número de matrículas e universidades estão sendo implementadas desde o ano 2004, período em que o Programa Expandir foi iniciado pelo governo federal. Entre os objetivos destas ações está a democratização da universidade pública e para que este processo ocorra da forma mais eficiente possível, o governo federal buscou, prioritariamente, interiorizar as instituições de ensino superior. A Universidade Federal de Sergipe, por sua vez, começou sua expansão no ano de 2006 por meio da implantação de uma unidade no agreste do Estado. Atualmente, a universidade conta com quatro campi interiorizados e quatorze polos de educação à distância em diferentes localidades. A criação de unidades descentralizadas implica no surgimento de novas demandas e desafios para a instituição, assim sendo, o monitoramento deste processo em suas diferentes dimensões permite que a gestão possa identificar os pontos que necessitam de melhorias e reaplicar as boas práticas. Metodologicamente, a pesquisa foi realizada por meio de um estudo de caso que objetiva analisar as condições com que o processo de interiorização da Universidade Federal de Sergipe está sendo implementado. Quanto a sua natureza, a pesquisa classifica-se como qualitativa e descritiva, já a coleta dos dados deu-se por meio de pesquisa documental e de entrevistas com os principais gestores envolvidos na administração e na implantação dos campi interiorizados. Durante a realização do diagnóstico organizacional constatou-se que existem disfunções administrativas que prejudicam o desempenho das gestões dos campi analisados, como também, alguns indicadores acadêmicos apresentaram resultados insatisfatórios. Verificou-se ainda a necessidade de ajustes na estrutura física de algumas unidades, fato percebido como um obstáculo à evolução acadêmica da universidade no interior do Estado. Apresenta-se, por fim, um plano de ação que objetiva minimizar estes reflexos negativos enfrentados pelos gestores que atuam nas unidades descentralizadas da universidade.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1791750 - FLORENCE CAVALCANTI HEBER PEDREIRA DE FREITAS
Interno - 2215167 - MARCOS EDUARDO ZAMBANINI
Presidente - 1224228 - MARIA CONCEICAO MELO SILVA LUFT

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5