UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ROSANA BARROSO FEITOSA ALCANTARA
09/09/2016 15:40


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ROSANA BARROSO FEITOSA ALCANTARA
DATA: 26/09/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 02 da PPGAGRI
TÍTULO: “Conservação in vitro, anatomia foliar, diversidade química, genética e atividade formicida do óleo essencial de Hyptis pectinata "
PALAVRAS-CHAVES: crescimento lento; anatomia; óleo essencial; diversidade genética; formigas cortadeiras
PÁGINAS: 92
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
SUBÁREA: Fitotecnia
ESPECIALIDADE: Melhoramento Vegetal
RESUMO:

RESUMO:

O objetivo deste trabalho foi estabelecer protocolo de conservação in vitro, comparar quimicamente o óleo essencial das plantas conservadas in vitro e propagadas convencionalmente, estudar a anatomia foliar nos ambientes in vitro e ex vitro, avaliar a diversidade química e genética de populações nativas do Estado de Sergipe e investigar o potencial formicida dos óleos essenciais de Hyptis pectinata. As plantas de H. pectinata foram conservadas sob regime de crescimento lento por um período de 270 dias, utilizando 25% dos sais MS na temperatura de 18ºC. As características anatômicas observadas para os genótipos SAM-016, SAM-017 e SAM-018 de H. pectinata, apresentaram plasticidade foliar em função dos ambientes in vitro e ex vitro. Os óleos essenciais das plantas após conservação e propagadas convencionalmente mostraram uma composição semelhante, variando apenas nos teores de cada constituinte. Os compostos encontrados em maiores concentrações nos óleos essenciais das populações nativas do Estado de Sergipe foram β-elemeno, (E)-cariofileno, germacreno D, (Z)-β-guaieno, óxido de cariofileno e calamusenona, os quais definiram a formação de dois grupos de acordo com a composição química e análise de agrupamento. Dos trinta e quatro primers testados para análise da diversidade genética, nove forneceram produtos de amplificação reprodutíveis e analisáveis, revelando 67 bandas com 100% de polimorfismo. Os indivíduos de H. pectinata coletados no Estado de Sergipe apresentaram baixa diversidade genética. Os óleos essenciais de H. pectinata e seus compostos majoritários foram eficientes no controle das formigas cortadeiras, sendo que os óleos essenciais testados foram mais tóxicos do que os compostos majoritários isoladamente, com valores de CL variando entre 0,59 a 1,82 µL.L-1 para Acromyrmex balzani e 0,91 a 2,15 µL.L-1 para Atta sexdens rubropilosa. Os resultados encontrados demonstram o grande potencial do óleo essencial de H. pectinata para o desenvolvimento de novos produtos com atividade formicida.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1861452 - ANA PAULA ALBANO ARAUJO
Externo à Instituição - ANA VERUSKA CRUZ DA SILVA MUNIZ
Interno - 2241349 - ARIE FITZGERALD BLANK
Interno - 2335200 - CHARLES DOS SANTOS ESTEVAM
Externo ao Programa - 1692351 - LEANDRO BACCI
Presidente - 2307480 - MARIA DE FATIMA ARRIGONI BLANK

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307