UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ANTONIO VINICIUS OLIVEIRA GONCALVES
16/08/2016 08:28


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANTONIO VINICIUS OLIVEIRA GONCALVES
DATA: 31/08/2016
HORA: 15:00
LOCAL: OBSCOM
TÍTULO: Ocupar a cidade, ocupar a comunicação: contra-hegemonia e mediação nos movimentos sociais urbanos: o caso do MTST nacional"
PALAVRAS-CHAVES: Contra-hegemonia; Ocupação; Direito a cidade;mediação; MTST.
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Comunicação
RESUMO:

No fetiche da mercadoria encontra-se uma das fórmulas para entender como a sociedade burguesa mantém sua dominação tão resistente, é na relação entre mercadorias que desenvolve-se a universalização das relações sociais coisificadas, é quando a mercadoria ganha status de vida e a vida subjuga-se a condição de objeto. (NETTO, 2009). Essa dominação, é expressão como: hegemonia. Hegemonia não resume-se a uma coerção pura, seja militar ou econômica, mas também a direção cultural e a consolidação de consenso social entre a classe dominante e a classe dominada (GRAMSCI, 1984). Entender como a classe dominada, que vive do trabalho realiza suas resistências e suas disputas de concepção de mundo, é ir contra a hegemonia, é contra-hegemonia (MORAES, 2010). Os estudos da comunicação a partir da Economia Política da Comunicação(EPC) tem um papel crucial, porque passará sobre ela a função também de entender a função de mediação na indústria cultural e com isso estudar se outra mediação é possível? (BOLANO ,2015). O presente trabalho pretende compreender os movimentos sociais urbanos (MONTAÑO, 2010) e sua comunicação popular (PERUZZO, 2008), que através de táticas de ocupação do espaço urbano questionam o direito a moradia e a cidade (HARVEY, 2012). Este diálogo da disputa do espaço (CARLOS, VOLOCHUKO, PINTO.,2015) com a adesão maior de trabalhadores fortalecem uma comunicação popular contra-hegemônica? Tomando como objeto, a comunicação nacional do MTST (Movimento Organizado dos Trabalhadores Sem Teto) pretende-se também testar a categoria apropriação social (NEUMAN, 2008) e suas possibilidades.



MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ADILSON VAZ CABRAL FILHO
Externo ao Programa - 1726116 - CARLOS PERES DE FIGUEIREDO SOBRINHO
Presidente - 426453 - CESAR RICARDO SIQUEIRA BOLANO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307