UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 28 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: JÚNIOR CÉZAR NETO SILVA
01/08/2016 17:00


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JÚNIOR CÉZAR NETO SILVA
DATA: 08/08/2016
HORA: 10:00
LOCAL: Sala Multiuso do PPGPI
TÍTULO: O IMPACTO DA BOLSA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE: UMA AVALIAÇÃO DE RESULTADO
PALAVRAS-CHAVES: Bolsas de pesquisa; Propriedade Intelectual; Indicadores
PÁGINAS: 59
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

No mundo contemporâneo, o elemento conhecimento tem destaque como fonte na produção de riqueza. A nação que o tem larga na frente no mercado competitivo globalizado. A base do desenvolvimento do conhecimento está na pesquisa científica e um dos seus frutos é a inovação tecnológica. Os produtos inovadores gerados se constituem em capital intelectual que são protegidos basicamente pela Propriedade Industrial ou Direito Autoral. Esses dois ramos principais da Propriedade Intelectual são administrados pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual, e possuem como matriz normativa a Convenção da União de Paris de 1883 e Convenção da União de Berna de 1886. O propósito é proteger a inovação, incentivar o criador permanecer inovando e possibilitar o desenvolvimento econômico e social da região. Sendo assim, compreende-se necessário acompanhar os resultados dos indicadores científicos, a fim de observar a evolução dos processos do desenvolvimento tecnológico. O Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação [MCTI], fornecedor de diversos indicadores na área, demonstra a baixa produção de criação intelectual, assim como o ínfimo percentual de depósito por residente no país. Na tentativa de contornar essa realidade, o emprego das políticas públicas é ferramenta excelente no incentivo à geração de ciência, e consequentemente, de inovação. Há diversas leis que favorecem e protegem a inovação, tal como a Lei da Propriedade Industrial, Lei dos Direitos Autorais, Lei da Informática, Lei da Inovação, Lei do Bem, entre outras. Outro instrumento é o programa de concessão de bolsa de pesquisa que é voltado para o crescimento tecnológico nacional, formando recursos humanos capacitados por meio da academia. O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico [CNPq], maior promotor de oferta de bolsa de pesquisa no país, concede a distribuição da bolsa do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação [PIBITI] desde 2007, sendo que na Universidade Federal de Sergipe [UFS], desde 2008. Assim, o objetivo principal deste trabalho visa investigar o impacto das bolsas PIBITI na geração de produtos tecnológicos na UFS, e a partir disso, confrontar com dados de outras universidades, como também analisar o atendimento do programa. Para tanto, realizar-se-á estudo com os documentos secundários fornecidos pela UFS, prospectar-se-á nas bases de dados do Instituto Nacional de Propriedade Industrial, e consultar-se-á as informações disponibilizadas no CNPq a fim de atender os objetivos do estudo.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1835499 - JOAO ANTONIO BELMINO DOS SANTOS
Presidente - 1637307 - ROBELIUS DE BORTOLI
Externo à Instituição - TARCISIO AUGUSTO ALVES DA SILVA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16104-201f40f5e2