UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 19 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: GISEANE MARQUES LINS
25/07/2016 16:37


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: GISEANE MARQUES LINS
DATA: 03/08/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Sala Multiuso do PPGPI
TÍTULO: MODELO DE GESTÃO CERNE E A PROPRIEDADE INTELECTUAL: um estudo comparativo entre as incubadoras da iniciativa pública e privada em Salvador – BA e as respectivas empresas incubadas
PALAVRAS-CHAVES: Propriedade Intelectual, Modelo de Gestão, CERNE, Incubadoras
PÁGINAS: 66
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Um dos grandes desafios que permeiam a Propriedade Intelectual – ferramenta para a criação de valor - é com relação a gestão, pois a Gestão de Ativos em Propriedade Intelectual requer que se apresente a valorização da criação, do desenvolvimento em questão, com a proteção deste, desde que transite por todo o processo de registro no INPI e, que por sua vez, acabe estimulando que novas ideias e pesquisas surjam para suprir demandas perceptíveis ou não da sociedade. Uma vez que o potencial de criação de valor destes ativos é ilimitado (STEFANO et al., 2014). O presente trabalho possui como objetivo geral a indicação de analisar o modelo de gestão adotado pelas incubadoras da cidade do Salvador, no estado da Bahia, a fim de verificar se o modelo de gestão do Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos - CERNE foi adotado como referência. Como também analisar as práticas voltadas para a cultura da gestão da Propriedade Intelectual pelas respectivas empresas incubadas. O modelo desenvolvido pela ANPROTEC e em parceria com o SEBRAE, trata de auxiliar os gestores de incubadoras para a prospecção e suporte aos negócios que visem solucionar problemas cotidianos de uma dada região. Por meio de uma construção coletiva do modelo, a ANPROTEC visa certificar as incubadoras que aderirem ao modelo de gestão, nomeado de Centro de Referência para Apoio a Novos Empreendimentos – CERNE e que atende a uma política de níveis de maturidade. O processo de implantação do modelo traz vários benefícios para a incubadora e para as empresas apoiadas, tais como melhoria na transparência e na padronização dos processos, e a ampliação da quantidade e da qualidade dos empreendimentos, aumentando assim a sua taxa de sucesso (ANPROTEC, 2014).Trata de um estudo exploratório, por meio do desenvolvimento de um estudo de caso. Para a coleta dos dados serão contempladas as seguintes técnicas: entrevistas semiestruturadas com os gestores das incubadoras, observação espontânea e fontes documentais.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2076655 - DENISE SANTOS RUZENE
Presidente - 1290641 - GLAUCIO JOSE COURI MACHADO
Interno - 1835499 - JOAO ANTONIO BELMINO DOS SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e