UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 19 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: IZABELLA CRISTINE OLIVEIRA REZENDE
20/07/2016 16:58


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IZABELLA CRISTINE OLIVEIRA REZENDE
DATA: 18/08/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do DCOMP/PROCC
TÍTULO: R2MDD: UM FRAMEWORK PARA RASTREABILIDADE E MONITORAMENTO DE REQUISITOS COM FOCO NO DESENVOLVIMENTO DIRIGIDO A MODELOS
PALAVRAS-CHAVES: Desenvolvimento Dirigido a Modelos, Metamodelos, Rastreabilidade de Requisitos,
PÁGINAS: 132
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Ciência da Computação
SUBÁREA: Sistemas de Computação
ESPECIALIDADE: Software Básico
RESUMO:

O Model Driven Development (MDD) promove o uso de modelos na geração de soluções de software, no qual os modelos são o artefato principal do desenvolvimento. Nos últimos anos, estudos na área de Engenharia de Software (ES) tem sido intensificados e diversas soluções, definições, métodos e estruturas estão sendo geradas. Entretanto, esse novo paradigma, como é considerado por alguns autores, ainda não é utilizado de forma efetiva, visto que a ES abrange diversos aspectos, e, nem todos estão preparados para o MDD. A Engenharia de Requisitos (ER) ganha destaque nesse cenário, já que ela compreende a fase inicial do processo de desenvolvimento e o produto gerado deve atender aos requisitos definidos nesse momento. Uma vez que o código perde o foco em MDD, surge a necessidade de identificar se os requisitos definidos no início do projeto, ao serem transformados, mantém-se fieis, bem como os elementos alocados a cada requisito em todas as fases e possíveis impactos em caso de alteração. Nesse contexto, torna-se importante introduzir os conceitos da rastreabilidade de requisitos em MDD. Dessa forma, este trabalho apresenta o R2MDD, um framework que visa monitorar e rastrear requisitos durante as transformações de modelos até a geração de código fonte. O R2MDD busca identificar impactos, garantir a consistência dos requisitos e demais características, bem como gerar informações a nível gerencial, que beneficiam todos os stakeholders. Um estudo experimental foi realizado com o auxílio do modelo Qualitas no Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU – UFS) a fim de avaliar o R2MDD, destacar as vantagens e identificar limitações.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2685432 - ADICINEIA APARECIDA DE OLIVEIRA
Interno - 1780222 - MICHEL DOS SANTOS SOARES
Externo à Instituição - FERNANDA MARIA RIBEIRO DE ALENCAR

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307