UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 31 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: IRLANEIDE DA SILVA TAVARES
18/07/2016 08:23


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IRLANEIDE DA SILVA TAVARES
DATA: 02/08/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Hospital Primavera
TÍTULO: "Overview com Meta-Análise de Revisões Sistemáticas do Valor Diagnóstico e Prognóstico da Angiotomografia das Coronárias na Emergência"
PALAVRAS-CHAVES: doença arterial coronária; tomografia computadorizada; dor torácica; emergência.
PÁGINAS: 102
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

A avaliação da dor torácica aguda no departamento de emergência é demorada, cara, está associada a um tempo de internação prolongado e, não raramente o diagnóstico é negligenciado. O objetivo deste estudo foi realizar uma overview com meta-análise para compilar evidências a partir de múltiplas revisões sistemáticas (RSs) relacionadas ao valor diagnóstico e prognóstico da angiotomografia computadorizada de coronária (ATCCor) na avaliação da dor torácica aguda na emergência. Foram incluídas RSs de estudos primários que avaliaram o valor diagnóstico e prognóstico da ATCCor ≥ 64 canais no emergência. Os estudos foram realizados em pacientes com risco baixo ou intermediário de doença arterial coronária, com enzimas cardíacas normais, e eletrocardiograma inicial não isquêmico. A avaliação da qualidade foi realizada utilizando o PRISMA e aprovada as revisões que obtiveram pontuação ≥ 80%. Dois autores extraíram independentemente os dados usando um formulário padronizado. As variáveis numéricas foram descritas como média e desvio padrão e categóricas como frequências simples e relativas. Foram utilizados: o teste de correlação de Spearman, teste do qui quadrado, teste Q de Cochran ou estatística I2 de Higgins e Thompson. Para meta-análise foi utilizado o pacote "mada" (R Core Team, 2012). Quatro RSs foram elegíveis para inclusão nestaoverview, resultando em 13 artigos, após os critérios de exclusão, e apenas 10 destes foram utilizados para meta-análise. Um total de 4831 pacientes, com idade média de 54 ± 6 anos, 51% do sexo masculino, 46% eram hipertensos, 32% tinham dislipidemia, diabetes 13% e 26% com história familiar de DAC prematura. Na meta-análise, nove estudos definiram a ATCCor positiva quando apresentava lesões luminais ≥ 50% e um estudo ≥ 70%. A sensibilidade variou de 77% a 98% e a especificidade variou de 73% a 100%. A análise univariada mostrou homogeneidade da DOR [Q = 8,5 (df = 9), p = 0,48 e I2 = 0%]. A estimativa sumária da DOR para ATCCor nos estudos primários foi de 4,33 (IC 95%: 3,47-5,18). A área sob a curva (AUC) = 0,982 (95% CI: 0,967-0,999). Não houveram mortes, 29 (0,6%) infartos, 92 (1,9%) revascularizações e 312 (6,4%) ICA. O diagnóstico de síndrome coronariana aguda ocorreu em 7,3% dos 1655 pacientes incluídos na meta-análise. Concluímos que o uso da ATCCor como ferramenta para a estratificação de pacientes com risco cardiovascular baixo ou intermediário, que estão na sala de emergência com dor no peito, tem alta precisão, segurança, reduz o tempo de internação e, provavelmente, os custos, conduzindo a um diagnóstico precoce e mais eficaz quando comparado ao cuidado padrão na tomada de decisões. Para avaliar o valor da ATCCor na prevenção de eventos futuros são necessários estudos com desenho mais apropriado e com maior tempo de acompanhamento.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ALFREDO DIAS DE OLIVEIRA FILHO
Interno - 426692 - ANTONIO CARLOS SOBRAL SOUSA
Interno - 1315121 - DIVALDO PEREIRA DE LYRA JUNIOR
Presidente - 2380197 - JOSELINA LUZIA MENEZES OLIVEIRA
Externo à Instituição - Leonardo Sara da Silva

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12838-31cfbbda77