UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 21 de Junho de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: KELLY ISADORA DE OLIVEIRA CORREIA
13/07/2016 14:56


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: KELLY ISADORA DE OLIVEIRA CORREIA
DATA: 27/07/2016
HORA: 16:00
LOCAL: Auditório do Pólo de Gestão da UFS
TÍTULO: Diversidade taxonômica, filogenética e funcional de aves em gradientes ambientais na Caatinga semi-árida, Nordeste do Brasil
PALAVRAS-CHAVES: assembleias de aves; dimensões da biodiversidade; gradientes; incerteza filogenética; semi-árido
PÁGINAS: 40
GRANDE ÁREA: Ciências Biológicas
ÁREA: Ecologia
SUBÁREA: Ecologia de Ecossistemas
RESUMO:

Ecossistemas marcadamente sazonais, como a Caatinga nordestina, têm sido pouco estudados sob uma perspectiva integrada da sua biodiversidade em resposta às condições ambientais. A região possui grande variabilidade biótica e sofre intensa pressão de fatores abióticos, como o déficit hídrico e altas temperaturas, além da pressão antrópica que tem sido a grande causa da perda de seu contingente biológico ao longo dos anos. Este trabalho objetiva explorar as inter-relações, incluindo a relação da diversidade filogenética (PD) como substituto para diversidade funcional (FD), e o padrão espacial de diferentes medidas de diversidade taxonômica, filogenética e funcional para as assembleias de aves da Caatinga. Além disso, buscamos avaliar os efeitos dos principais fatores ambientais associados a gradientes de diversidade sobre esses diferentes aspectos da biodiversidade. Primeiro buscou-se sumarizar o conhecimento existente sobre as assembleias de aves do bioma e associar informações sobre as relações filogenéticas e traços funcionais das espécies contidas nas assembleias e a posteriori testamos as contribuições relativas de diferentes fatores ambientais sobre essas diferentes dimensões da diversidade, incluindo fatores físicos (clima atual e histórico), e estruturais. A riqueza de aves da Caatinga parece ter um gradiente de distribuição ao longo do espaço se comparado ao padrão encontrado para PD e FD, que teve seus maiores valores concentrados mais ao norte do bioma. A hipótese de clima atual, heterogeneidade de habitat e produtividade foram estatisticamente significativas para explicar o gradiente de diversidade filogenética e funcional para o bioma nordestino. Assim, recomendamos que o uso do conceito de PD seja aplicado para descrever a história evolutiva especificamente ou a FD em um aspecto mais geral, ou seja, incorporando todos os traços e facetas funcionais das espécies - os aspectos do nicho das espécies. Entretanto, ao analisar os aspectos individuais de FD, faz-se necessário considerar que o PD não serve pra representá-los, uma vez que cada um deles pode ser selecionado por processos distintos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2019114 - SIDNEY FEITOSA GOUVEIA
Interno - 2260274 - PABLO ARIEL MARTINEZ
Externo à Instituição - JUAN MANUEL RUIZ ESPARZA AGUILAR

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15440-bf36319aa9