UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 17 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ERICA MORAES SANTOS DE SOUZA
13/07/2016 11:33


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ERICA MORAES SANTOS DE SOUZA
DATA: 21/07/2016
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 1 - PPGAGRI
TÍTULO: Um quadro comparativo de árvores da espécie Erythrina velutina em área de reflorestamento e em populações naturais
PALAVRAS-CHAVES: Erythrina velutina; diversidade genética; reflorestamento; ISSR
PÁGINAS: 11
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Erythrina velutina Willd. (Fabaceae: Papillionoideae) é uma espécie pioneira encontrada em regiões tropicais e sub-tropicais do mundo que tem propriedades medicinais e é utilizada em projetos de reflorestamento. Esta espécie é rara em algumas áreas do nordeste do Brasil. O objetivo deste estudo foi caracterizar e comparar a estrutura genética de E. velutina de populações naturais e restaurada, com o foco em seleção de árvores produtoras de sementes. Um total de 108 indivíduos para cinco populações naturais e uma restaurada foi analisado usando marcadores ISSR, resultando em 407 fragmentos polimórficos. O maior polimorfismo foi encontrado na população restaurada. A maior variação genética foi dentro de populações (82%). O teste de gargalo genético foi significativo para as populações naturais Carmópolis/Rosário do Catete e Laranjeiras, e para a população restaurada em Laranjeiras. Não houve correlação entre a distância genética e a distância espacial. Somente a população plantada apresentou um alelo exclusivo. Do mesmo modo, os indivíduos da população restaurada apresentaram maiores valores de distância genética. As populações naturais e a restaurada de E. velutina apresentaram uma moderada variabilidade genética, possibilitando a seleção de árvores mais divergentes para fornecimento de sementes. São necessárias medidas de manejo e proteção destas áreas para a manutenção destes indivíduos e posterior reprodução. Recomendamos sugestões para conservação de E. velutina, uma vez que o modelo de recuperação adotado neste estudo não favoreceu o desenvolvimento da espécie até a fase reprodutiva de forma que aumentasse a oferta do banco de sementes do solo, como é sugerido por espécies pioneiras.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1544973 - ANABEL APARECIDA DE MELLO
Interno - 2483844 - RENATA SILVA MANN
Presidente - 2350431 - ROBERIO ANASTACIO FERREIRA
Interno - 907.836.705-91 - SHEILA VALERIA ALVARES CARVALHO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e