UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: FABRICIO DIAS ANTUNES
22/06/2016 07:37


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FABRICIO DIAS ANTUNES
DATA: 13/07/2016
HORA: 13:00
LOCAL: Centro de Pesquisas Biomédicas/HU Sala 26
TÍTULO: "Dor neuropática em portadores de anemia falciforme e hemoglobinopatia SC: avaliação de uma coorte sob tratamento padronizado"
PALAVRAS-CHAVES: Doença Falciforme, Dor Neuropática, LANSS.
PÁGINAS: 44
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Medicina
RESUMO:

Introdução: A doença falciforme é a enfermidade genética mais prevalente em todo o mundo. A vasoclusão e hemólise são os achados centrais da doença e por isso recebem uma grande atenção da comunidade científica, já que os episódios dolorosos agudos são muito freqüentes e responsáveis por um grande número de internações no país. Á margem deste fato tão importante há quadros dolorosos crônicos que são subestimados ou pouco estudados; e talvez a resolução deste problema esteja no diagnóstico definitivo e no tratamento adequado desta enfermidade. Objetivo: O objetivo deste estudo foi identificar a ocorrência e as características da Dor Neuropática (DN) nos portadores de Doença Falciforme (DF). Métodos: 554 pacientes foram recrutados em serviço ambulatorial universitário, que é referência regional para tratamento da DF, para um estudo transversal conduzido entre julho de 2015 e março 2016, que avaliou pacientes com DF sintomática (Anemia Falciforme ou Hemoglobinopatia SC) confirmada por eletroforese de hemoglobina, com idade > 14 anos e sem crise álgica no último mês. O instrumento utilizado neste estudo para detecção de DN foi a escala LANSS. Dados clínicos e laboratoriais foram extraídos do prontuário do paciente e durante a entrevista. O “mini-exame físico” da escala LANSS foi aplicado durante uma consulta de rotina. A escala LANSS foi aplicada conforme as normas do seu criador e escores superiores a 11 definiram evidência de DN. Teste Qui-quadrado ou exato de Fisher foram aplicados para comparar os grupos com e sem DN em função das variáveis: adolescentes (14 a 19 anos) versus adultos (20 a 32 anos), sexo e uso de hidroxiuréia. Valores de idade foram comparados nos grupos com e sem DN através dos testes ANOVA ou Kruskal-Wallis, considerando-se significativos os valores de p<0,05. Resultados: Dos pacientes recrutados, foi obtida uma amostra sequencial de 56 pacientes. Todos responderam de forma adequada o LANSS e não houve recusa na participação. A média de idade foi de 20.6 anos e 51.8% eram do sexo masculino. As localizações mais frequentes de dor foram: lombar (53.6%), abdome (12.5%), quadril (8.9%), pernas (8.9%), cabeça (7.1%), pés (3.6%), articulações (3.6%) e braços (1.8%). 14 pacientes (25%) tinham evidência de DN. Idade correlacionou-se positivamente com DN, com taxas maiores entre adultos em relação aos adolescentes (92.9 versus 7.1%; p=0.0004). A média de idade, quando comparada em relação à presença ou ausência de DN, também é significativamente superior no primeiro grupo (p=0.02). Houve associação positiva entre pacientes que usavam hidroxiuréia e presença de DN (71.4 versus 28.6%; p=0.02). Observou-se associação entre presença de alterações sensoriais identificadas através do mini-exame físico e pontuação final do LANSS correspondente a DN (p=0.0002). Nenhum paciente fazia qualquer tipo de tratamento para Dor Crônica.Conclusão: Foi possível identificar 25% de pacientes com DN, a maioria deles adultos e/ou usuários de hidroxiuréia. Investigação sensorial através de exame físico dirigido aumenta a capacidade de identificação dos portadores de DN mesmo na ausência de anamnese sugestiva. Nenhum dos pacientes identificados fazia qualquer tipo de tratamento para DN. Dessa forma, utilização de questionários pode aumentar a suspeição de DN em portadores de DF e, confirmado o diagnóstico, beneficiar os pacientes com tratamento adequado


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1656787 - JOSIMARI MELO DE SANTANA
Interno - 3113466 - KLEYTON DE ANDRADE BASTOS
Externo ao Programa - 2891712 - TIAGO COSTA GOES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5