UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 08 de Fevereiro de 2023

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: ROSA DE CÁSSIA MIGUELINO SILVA
03/06/2016 09:56


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ROSA DE CÁSSIA MIGUELINO SILVA
DATA: 04/07/2016
HORA: 09:30
LOCAL: Auditório do PRODEMA
TÍTULO: RELAÇÕES PRODUTORAS DO CUIDADO EM PRÁTICAS COM PLANTAS MEDICINAIS NA ESTRATÉGIA DE SAÚDE DA FAMÍLIA EM JUAZEIRO - BAHIA
PALAVRAS-CHAVES: Estratégia de Saúde da Família. Plantas Medicinais. Terapias Complementares. Educação em Saúde.
PÁGINAS: 200
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Esta pesquisa tem como objetivo analisar os discursos sobre a estruturação da teia de produção do cuidado em saúde através da aplicação da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares Plantas Medicinais e Fitoterapia nas áreas das Estratégias de Saúde da Família em Juazeiro/BA. Os recursos terapêuticos das Plantas Medicinais e Fitoterapia em Práticas Integrativas e Complementares (PICs) no Sistema Único de Saúde estão regulamentados pela Portaria 971, de 03 de maio de 2006, que recomenda incentivos ao desenvolvimento comunitário participativo, como estratégia importante, tanto para a preservação do meio ambiente, como para a atenção integral à saúde. O presente estudo adotou a metodologia de pesquisa qualitativa, a qual foi realizada no período de junho de 2014 a outubro de 2015 em áreas urbanas do município. A amostra foi composta por 50 participantes. Foram realizadas observações, entrevistas semi-estruturadas e análises de conteúdo. Os resultados evidenciam que são feitos tratamentos de doenças com plantas medicinais promovidas por guardiões, mas estas práticas não são integradas como recursos terapêuticos complementares às que são realizadas na Estratégia de Saúde da Família; portanto, não estão alinhadas às diretrizes políticas. Ao traçar o caminho para identificar as práticas com plantas medicinais, entre potencialidades e dificuldades foram encontradas condições limitadoras para o cuidado. A questão territorial foi apontada como importante para a tomada de decisão das ações para atender às necessidades de saúde, entretanto, a territorialização da fitoterapia não foi ainda projetada, pois falta o conhecimento para desenvolver uma metodologia que possibilite a reorganização da atenção, a ressignificação e a religação de saberes para um modelo com novas tessituras. Nesta perspectiva, a presente tese se propõe a analisar a Educação Ambiental dos sujeitos com vistas a promover uma conscientização crítica acerca dos problemas provenientes de práticas com Plantas Medicinais, uma vez que elas são parte integrante da cultura local e as quais podem ser aprendidas e ensinadas para o cuidado com a saúde e com o meio ambiente. O movimento para a reapropriação social da natureza em práticas que indiquem as plantas medicinais implica a dimensão dialógica de uma atividade educativa nas práxis para viabilizar atitudes comprometidas com o cuidado integral. Conclui-se que o diálogo é uma possibilidade que permite a tomada de consciência dos sujeitos sobre a necessidade de aproximar os sistemas, popular e convencional de atenção à saúde e transformação da produção do cuidado no contexto comunitário.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 279481 - ROSEMERI MELO E SOUZA
Interno - 2178474 - ROBERTO RODRIGUES DE SOUZA
Interno - 2222763 - MARIA JOSE NASCIMENTO SOARES
Externo ao Programa - 2844684 - CLÊANE OLIVEIRA DOS SANTOS
Externo ao Programa - 841.269.305-15 - SINDIANY SUELEN CADUDA DOS SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2023 - UFRN v3.5.16 -r18303-e3ba61daf4