UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 28 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: ROSIANE AZEVEDO DA SILVA CERQUEIRA
27/04/2016 07:56


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ROSIANE AZEVEDO DA SILVA CERQUEIRA
DATA: 29/04/2016
HORA: 16:00
LOCAL: Sala 26 do Programa de Ciências da Saúde- Campus HU
TÍTULO: AVALIAÇÃO DO GRAU DE CONFIABILIDADE E VALIDADE DA INFORMAÇÃO SOBRE MORTALIDADE POR CÂNCER DE BOCA DO ESTADO DE SERGIPE
PALAVRAS-CHAVES: Mortalidade; Câncer de boca; Confiabilidade e validade; Sistema de Informação em Saúde.
PÁGINAS: 55
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
RESUMO:

As informações sobre a mortalidade são fundamentais e devem ser mais fidedignas possíveis de modo que se possa caracterizar o cenário epidemiológico e definir as políticas de saúde no Brasil. O presente estudo visou avaliar a confiabilidade e a validade das causas básicas do óbito por câncer de boca em Sergipe registradas no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM) no período de 2012 a 2014. Para avaliar a confiabilidade, as declarações de óbito (DO) foram submetidas à nova codificação por dois técnicos independentes e para a análise da validade, foi construído um formulário padronizado para a coleta de dados clínicos e laboratoriais específicos para confirmação diagnóstica, sendo realizadas visitas nos laboratórios que emitiram os exames histopatológicos e nas unidades hospitalares que emitiram a DO. Tendo os seguintes resultados: na avaliação da confiabilidade verificou-se a concordância simples entre: a causa básica da DO e o examinador 1 com (kappa igual a 0,988; IC 95%: 0,8-1,00); causa básica da DO e examinador 2 (kappa igual a 0,958; IC 95%: 0,8-1,00) e; intra-examinadores, o valor de kappa foi igual a 1 (IC 95%: 0,8-1,00) para o examinador 1 e 0,636 (IC 95%: 0,6- 0,79) para o examinador 2. Sobre a validade, o valor preditivo positivo (VPP) foi de 100% para confirmação da causa do óbito e na confirmação da região anatômica; destaca-se que o sítio que teve VPP mais alto foi a gengiva, o palato e a glândula submandibular com valor de 100%. A partir das análises efetuadas, conclui-se que os dados presentes nas DO referente ao diagnóstico de câncer de boca nos anos de 2012 a 2014 são válidos e confiáveis.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2021396 - WILTON MITSUNARI TAKESHITA
Interno - 002.338.955-90 - THIAGO DE SANTANA SANTOS
Interno - 1694366 - MARIA AMALIA GONZAGA RIBEIRO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12762-01b8f192c5