UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 13 de Junho de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: RAFAELA MENEZES DOS PASSOS
11/02/2016 16:30


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RAFAELA MENEZES DOS PASSOS
DATA: 24/02/2016
HORA: 09:30
LOCAL: DTA - Laboratório de Análise de Alimentos (LAA) - SALA 06
TÍTULO: ENRIQUECIMENTO DO AZEITE DE OLIVA COM MICROCAPSULAS DE EXTRATO DE LICOPENO E AVALIAÇÃO DO SEU PODER ANTIOXIDANTE
PALAVRAS-CHAVES: tomate, azeite, antioxidante, licopeno, microencapsulação
PÁGINAS: 51
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
SUBÁREA: Tecnologia de Alimentos
ESPECIALIDADE: Tecnologia de Produtos de Origem Vegetal
RESUMO:

Algumas substâncias encontradas em alimentos são de grande importância para a prevenção de cânceres, doenças cardiovasculares e doenças degenerativas, dentre esses alimentos o azeite e o tomate são alimentos que ajudam na prevenção destas doenças, pois estes possuem um grande poder antioxidante. O licopeno, um carotenoide proveniente do tomate, é um pigmento vermelho bioativo que representa o mais potente antioxidante in vitro entre os carotenoides, além de diminuir o teor de lipídios no organismo e proteger o DNA. Alguns estudos mostram que o licopeno quando ingerido em meio lipídico aumenta a sua biodisponibilidade no organismo. Portanto este presente trabalho elaborará um azeite enriquecido com microcapsulas de extrato de licopeno. Primeiramente será obtida a polpa do tomate e posteriormente feitas às análises físico-químicas de acidez, determinação de licopeno, carotenoides, atividade antioxidante, fenólicos totais e rancimat, as análises térmicas (DSC e DTG) e quantificação do licopeno por cromatografia líquida. Após a caracterização da polpa será feita a microencapsulação da polpa do tomate pelo método de gelificação iônica, as esferas produzidas serão avaliadas quanto ao rendimento, quantidade de princípio ativo encapsulado, análise do tamanho das partículas, perda de massa do princípio ativo encapsulado durante o shelf-life de 60 dias e será realizada análise térmica de DSC e DTG. Após esta etapa as microcapsulas serão inseridas em diferentes proporções no azeite e são feitas as análises físico-químicas, térmicas, cromatográficas para avaliação do poder antioxidante e quantificação do licopeno de migração para o azeite, e as análises microbiológicas e sensoriais do produto final. Tendo em vista a melhor biodisponibilidade do licopeno em meio lipídico, o azeite enriquecido seria um produto de grande contributo para a prevenção de várias doenças, sendo assim um produto funcional que ajudaria a melhorar cada vez mais a saúde da população.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2481282 - ALESSANDRA ALMEIDA CASTRO PAGANI
Interno - 1460010 - MARCELO AUGUSTO GUTIERREZ CARNELOSSI
Externo ao Programa - 1653258 - ANGELA DA SILVA BORGES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15368-99f189d34b