UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 18 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: FERNANDO ARAUJO DE ALMEIDA
02/02/2016 08:51


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FERNANDO ARAUJO DE ALMEIDA
DATA: 24/02/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 2 do PPGAGRI
TÍTULO: Osmocondicionamento visando o controle da termoinibição em sementes de alface.
PALAVRAS-CHAVES: Lactuca sativa L.; restrição hídrica; priming
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

A alface é uma hortaliça consumida em todo o mundo, por sua vez, necessita ser cultivada em regiões que possuem diferentes condições climáticas e, quando submetidas a temperaturas elevadas as sementes podem sofrer com a termoinibição o que implica em perdas no estabelecimento do estande. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar a interferência do condicionamento osmótico no controle da termoinibição de sementes de alface. Inicialmente, as sementes das cultivares Everglades e Grand Rapids foram submetidas à restrição hídrica durante 12, 24 e 48 h em papel mata-borão umedecido com 2,5 vezes seu peso em soluções de polietilenoglicol 6000 (PEG-6000) nos potenciais de 0,0; -0,6; -0,8 e -1,0 MPa visando a determinação da curva de restrição. Uma vez determinado o comportamento das sementes quanto à restrição hídrica, as sementes de ambas as cultivares foram condicionadas a - 0,8 MPa em câmara incubadora do tipo B.O.D. a 25°C sob fotoperíodo de 24 h para determinação da qualidade inicial das mesmas. Uma vez determinadas as condições iniciais para condicionamento das sementes (-0,8 MPa por 12 h) as sementes foram submetidas à diferentes temperaturas (25, 30 e 35 ºC) de germinação visando a indicação da ocorrência de superação ou não da termoinibição. As avaliações foram feitas do quarto ao sétimo dia estimando valores de porcentagem de germinação (%G) e o índice de velocidade de germinação (IVG). Quanto à curva de restrição hídrica, não houve diferença significativa para os potenciais empregados. No entanto, para o tempo os melhores valores de germinação ocorreram quando as sementes foram condicionadas por 24 h. Os maiores valores de germinação foram obtidos em temperatura de 25ºC. Para a cultivar Grand Rapids houve termoinibição à 30ºC; e para a cultivar Everglades houve germinação em todas as temperaturas. Desta forma, o condicionamento osmótico contribui para a superação da termoinibição na germinação para a cultivar Everglades, e não houve influência do condicionamento para a cultivar Grand Rapids.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2241349 - ARIE FITZGERALD BLANK
Externo à Instituição - HELOISA OLIVEIRA DOS SANTOS
Presidente - 2483844 - RENATA SILVA MANN

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16088-62c448d53e