UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 28 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: PATRÍCIA LAYANE DE MENEZES MACEDO NASCIMENTO
26/12/2015 11:39


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PATRÍCIA LAYANE DE MENEZES MACEDO NASCIMENTO
DATA: 12/01/2016
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório CCBS
TÍTULO: ADIÇÃO DE MONÔMERO COM FUNÇÃO QUATERNÁRIA DE AMÔNIO EM ADESIVOS EXPERIMENTAIS PARA COLAGEM DE BRÁQUETES METÁLICOS: DESENVOLVIMENTO DE LESÃO CARIOSA E RESISTÊNCIA DE UNIÃO APÓS DESAFIO CARIOGÊNICO
PALAVRAS-CHAVES: Adesivo; Atividade antibacteriana; Cárie Dentária; Braquetes ortodônticos.
PÁGINAS: 45
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Odontologia
SUBÁREA: Clínica Odontológica
RESUMO:

Lesões cariosas incipientes, manifestada por meio de manchas brancas, são comumente visualizadas ao redor dos bráquetes. Além destas lesões poderem progredir para cavidades, uma redução na resistência de união do bráquete ao esmalte dental pode ocorrer devido à perda mineral. Sistemas adesivos contendo monômeros que inibem a adesão ou atividade bacteriana tem sido desenvolvidos para auxiliar no controle de cárie ao redor de bráquetes. Este estudo avaliou a inibição de cárie e a resistência ao cisalhamento alcançado pela adição do monômero antibacteriano [2 - (metacriloxi) etil] trimetil cloreto de amônio (MADQUAT) ao adesivo usado para cimentar bráquetes ortodônticos quando submetido a desafio cariogênico. Pré-molares hígidos foram seccionados ao meio e bráquetes serão cimentados nas faces vestibular e lingual usando adesivo experimentais com 0 (controle), 5 ou 10% de MADQUAT. Metade das amostras foram submetidas a desafio cariogênico em modelo de biofilme com microcosmos, com exposição intermitente a sacarose por 6 horas por dia, durante 5 dias. Em seguida, as amostras foram embutidas em cilindros de resina e os bráquetes submetidos a carregamento de cisalhamento até ruptura. O padrão de falha foi analisado em microscopia óptica. As amostras ensaiadas foram seccionadas ao meio e a dureza interna do esmalte mensurada para calcular a perda mineral integrada (∆S). Os dados de resistência de união e ∆S foram submetidos à ANOVA de duas vias e teste de Tukey, enquanto que Qui-quadrado foi usado para avaliar o efeito dos fatores no padrão de falha (α = 0,05). O adesivo contendo 10% de MADQUAT reduziu significativamente a desmineralização ao redor do bráquete, mas também alcançou menores valores de resistência de união. Nenhum efeito na resistência de união e na ∆S foi observado com a adição de 5% de MADQUAT ao adesivo. O desafio cariogênico não afetou a resistência de união e o padrão de falha, o que só foi influenciado pelo adesivo. Concluiu-se que o MADQUAT apenas foi eficaz na redução da desmineralização quando adicionado ao adesivo para uma concentração de 10%, mas esta concentração também reduziu a resistência de união.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2215087 - ELIZIANE COSSETIN VASCONCELOS
Externo ao Programa - 426368 - ROSA MARIA VIANA DE BRAGANCA GARCEZ
Externo à Instituição - ANTONIO ALVES DE ALMEIDA JUNIOR

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12762-01b8f192c5