UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 27 de Janeiro de 2023

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: NEUMA RÚBIA FIGUEIREDO SANTANA
21/12/2015 10:40


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: NEUMA RÚBIA FIGUEIREDO SANTANA
DATA: 23/12/2015
HORA: 08:00
LOCAL: Auditório do Prodema
TÍTULO: HIDRODINÂMICA AMBIENTAL NO BAIXO SÃO FRANCISCO E SUAS RELAÇÕES ANTRÓPICAS
PALAVRAS-CHAVES: Salinidade; Hidrodinâmica; Bacia hidrográfica
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

Os rios são fundamentais para a população e equilíbrio dos recursos naturais, porem atualmente, boa parte de sua extensão passam por fortes efeitos das ações antrópicas, dos quais são sinalizadas pelo avanço da degradação ambiental nesses ambientes. A salinidade nas águas superficiais na foz do rio São Francisco pode estar sendo influenciado pela redução de sua vazão, possibilitando a intrusão salina com maior intensidade no baixo rio São Francisco, podendo comprometer seus múltiplos usos principalmente o abastecimento humano. Observando os fatos que estão sendo ocasionado pela diminuição da vazão, este trabalho tem como objetivo caracterizar a hidrodinâmica ambiental e as relações antrópicas na foz do rio São Francisco localizado no estado de Sergipe. A bacia hidrográfica do rio São Francisco abrange 639.219km2 de área de drenagem cujo leito principal apresenta 2.700km de extensão, em sua divisão fisiográfica o baixo São Francisco engloba partes do Estado da Bahia, começando no município de Paulo Afonso, e dos Estados de Sergipe e Alagoas, culminando na sua foz. A metodologia aplicada na pesquisa caracterizou-se inicialmente a dinâmica ambiental da bacia hidrográfica, por meio de levantamento de dados em campo, coletas e análises químicas, físicas e biológica da água e simulação da hidrodinâmica ambiental através do sistema computacional chamado de SisBaHiA(Sistema Base de Hidrodinâmica Ambiental da hidrodinâmica ambiental). Os resultados iniciais indicam presença de salinidade e coliformes na água de consumo, o aumento das macrófitas aquáticas já afetam a atividade de navegação e pesca na região e alto índices de ocupação irregulares e despejos de efluentes domésticos as margens do rio ocorrem com frequência. Conclui-se que, a degradação ambiental e a salinidade na região da foz do rio São Francisco já são fatores que afetam diretamente os recursos naturais na região ocasionando prejuízos direto para a comunidade local


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2177263 - ANTENOR DE OLIVEIRA AGUIAR NETTO
Externo ao Programa - 1295924 - CARLOS ALEXANDRE BORGES GARCIA
Externo ao Programa - 4178490 - INAJA FRANCISCO DE SOUSA
Interno - 2222763 - MARIA JOSE NASCIMENTO SOARES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2023 - UFRN v3.5.16 -r18277-8067e35817