UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 25 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: BARBARA RAFAELA SANTOS DA ROCHA
17/11/2015 10:23


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BARBARA RAFAELA SANTOS DA ROCHA
DATA: 04/12/2015
HORA: 14:30
LOCAL: sala 27 Centro de Pesquisas Biomédicas/HU
TÍTULO: EFEITO DO PROGRAMA ALIMENTAR BRASILEIRO CARDIOPROTETOR SOBRE OS COMPONENTES DO RISCO CARDIOMETABÓLICO
PALAVRAS-CHAVES: doenças cardiovasculares, risco cardiometabólico, dieta
PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Nutrição
RESUMO:

As doenças cardiovasculares constituem a principal causa de morte entre as doenças crônicas no Brasil, cujas principais manifestações são a Doença Arterial Coronariana (DAC) e o Acidente Vascular Cerebral (AVC). Os fatores de risco denominados de risco cardiometabólico, são responsáveis pelas doenças cardiovasculares e diabetes. Estilo de vida e dieta parecem ser os principais determinantes do aparecimento dos fatores de risco para as doenças cardiovasculares. Diante desse quadro, o objetivo desse estudo foi avaliar o efeito de um programa alimentar cardioprotetor sobre os componentes do Risco Cardiometabólico, são eles, a obesidade abdominal, a glicemia de jejum elevada, a hipertrigliceridemia, a redução da lipoproteína de alta densidade sérica (HDL-c) e elevação da pressão arterial. Realizou-se um ensaio clínico randomizado, com seguimento de 12 meses, com intervenção dietética baseada na redução do consumo da densidade de quatro nutrientes preditores de doenças cardiovasculares, calorias, gordura saturada, colesterol e sódio; e um controle com uma orientação alimentar padrão baseada em diretrizes médicas. A amostra foi composta por 60 indivíduos, 31 indivíduos com idade média de 62±8 anos no grupo controle e 29 com idade média de 63±9 anos no grupo intervenção. A maioria dos participantes era do sexo feminino, 64,5% e 65,5%, grupo controle e intervenção, respectivamente. Comparando o momento basal com 12 meses de seguimento, no grupo intervenção houve efeito na redução da circunferência da cintura (99±13cm; 94±12cm; p=0,008) e na pressão arterial diastólica (88±13mmHg; 82±9mmHg; p=0,04), os demais parâmetros não sofreram alterações. O grupo controle não apresentou modificação nos componentes. O perfil dietético do grupo intervenção foi adequado nas calorias (p=0,001), gordura saturada (p=0,004) e sódio (<0,0001), o colesterol não apresentou redução significativa (p=0,16). O grupo controle não houve redução significativa. Conclui-se, que o programa alimentar reduziu a aterogenicidade da dieta consumida e apresentou efeito sobre a redução do componente de risco caridometabólico, obesidade abdominal.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1636296 - ANALICIA ROCHA SANTOS FREIRE
Interno - 426692 - ANTONIO CARLOS SOBRAL SOUSA
Externo ao Programa - 1632071 - DANIELLE GOES DA SILVA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5