UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 23 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LUCIANA GARCEZ BARRETTO TEIXEIRA
12/11/2015 10:41


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCIANA GARCEZ BARRETTO TEIXEIRA
DATA: 02/12/2015
HORA: 08:30
LOCAL: Departamento de Fisiologia
TÍTULO: DESENVOLVIMENTO E CARACTERIZAÇÃO DE MEMBRANAS BIOATIVAS CONTENDO ÁCIDO ÚSNICO E NANOPARTÍCULAS DE PRATA
PALAVRAS-CHAVES: Queimadura, membrana de gelatina, lipossomas, ácido úsnico, nanopartículas de prata.
PÁGINAS: 85
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Farmácia
RESUMO:

O desenvolvimento de novas tecnologias têm proporcionado grande avanço nas áreas relacionadas a engenharia de tecidos e medicina regenarativa. Atualmente, há um grande interesse no uso de biomateriais para o desenvolvimento de curativos para queimaduras, com o objetivo de facilitar a infiltração, proliferação e diferenciação celular. Nesse sentido, a gelatina têm sido um dos materiais mais estudados para esse fim, visto que apresenta arquitetura celular adequada para atuar como suporte na construção de novos tecidos. O ácido úsnico, um metabólito secundário de líquens, tem apresentado propriedades biológicas promissoras para o tratamento de feridas, como atividade anti-inflamatória e cicatrizante. Adicionalmente, a excelente ação antimicrobiana e baixa toxicidade das nanopartículas de prata compete o desenvolvimento de materiais alternativos para o controle da infecção. Sendo assim, objetivo deste trabalho foi desenvolver e avaliar as propriedades mecânicas e físico-químicas das membranas de gelatina contendo ácido úsnico e nanopartículas de prata. A primeira etapa consistiu na obtenção das membranas testes, contendo três tipos de colóides compostos por nanopartículas de prata (AgNPA, AgNPB e AgNPC), estes foram utilizados em três diferentes concentrações para cada suspensão, totalizando nove membranas diferentes a serem caracterizadas. A membrana de gelatina contendo apenas ácido úsnico foi considerada como controle. A caracterização foi realizada utilizando potencial zeta, microscopia eletrônica de transmissão (MET), estudo eletroquímico, análise térmica (DSC e TG/DTG), espectrofotometria de absorção na região do infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), microscopia eletrônica de varredura (SEM), capacidade de intumescimento, ensaio mecânico, microscopia de força atômica (AFM) e a técnica de ICP-OES para determinar a concentração de prata nas amostras. A atividade antimicrobiana foi avaliada frente aos microorganismos Escherichia coli e Staphylococcus aureus utilizando estudo microbiológico in vitro. O tamanho das partículas da solução de gelatina contendo ácido úsnico foi medido pela técnica de espalhamento dinâmico de luz (DLS) e demonstrou partículas de aproximadamente 203 nm e potencial zeta igual a -17,9 mV. As medidas eletroquímicas indicaram picos de oxidação em 0,7 V e 0,15 V, referente ao AU e AgNPs, respectivamente. As curvas TG/DTG e DSC mostraram-se bastante semelhantes, com eventos endotérmicos em torno de 225°C e decomposição a partir de 250°C. Da mesma forma, bandas similares entre as membranas foram observadas por FTIR, indicando que a polimerização não afetou a estabilidade do fármaco. As micrografias analisadas por MEV sugerem que os cortes das membranas contendo nanopartículas de prata apresentam uma constituição mais uniforme. Estes resultados corroboram com os achados mecânicos e capacidade de absorção de água. As análises feitas por AFM demonstram uma topografia irregular, porosa e com maior rugosidade nas membranas com prata. As membranas testes apresentaram atividade bactericida e bacteriostática maior que a membrana controle, principalmente para E. coli com uma redução de 100% das colônias bacterianas. Conclui-se assim, que a membrana de gelatina contendo ácido úsnico e nanopartículas de prata possui propriedades promissoras para compor um produto eficaz na dinâmica do reparo cicatricial.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1373167 - JOSE JOATAN RODRIGUES JUNIOR
Interno - 2030649 - MAIRIM RUSSO SERAFINI
Externo ao Programa - 2137199 - PAULA SANTOS NUNES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12712-85cc87cea5