UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 19 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: LIDIANY CERQUEIRA SANTOS
12/08/2015 21:36


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LIDIANY CERQUEIRA SANTOS
DATA: 31/08/2015
HORA: 09:00
LOCAL: DCOMP
TÍTULO: Um Estudo de Caso da Adoção da Programação Orientada a Aspectos para Melhoria do Processo de Manutenção e Evolução de Sistemas Integrados de Gestão
PALAVRAS-CHAVES: Programação orientada a Aspectos, customização de software, variabilidade, Sistema Integrado de Gestão
PÁGINAS: 145
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Ciência da Computação
SUBÁREA: Metodologia e Técnicas da Computação
ESPECIALIDADE: Linguagens de Programação
RESUMO:

A necessidade de atender a diferentes clientes e incluir diferentes requisitos aumentam a complexidade da manutenção e evolução de sistemas, envolvendo tarefas de customização e adaptação para corrigir problemas e incluir novas funcionalidades. Atualmente a equipe de desenvolvimento da Universidade Federal de Sergipe vem trabalhando com a customização e manutenção de Sistemas Integrados de Gestão que informatizam operações fundamentais para a gestão acadêmica e administrativa. Para atender aos requisitos da universidade, são necessárias modificações constantes no código fonte original do sistema, isso demandou a criação de um processo adotado atualmente para gerenciar essa atividade. No entanto, a abordagem atual adotada pela UFS não vem se mostrando adequada, pois as adaptações introduzidas pela equipe de desenvolvimento estão espalhadas e entrelaçadas com o código original, dificultando as tarefas de identificar e reaplicar as customizações em novas versões, causando atrasos na implantação de novos recursos e na manutenção dos que estão em produção. Nesta pesquisa é apresentado um estudo de caso que avalia a adoção da Programação Orientada a Aspectos na adaptação, manutenção e evolução de sistemas customizados em comparação ao processo adotado atualmente na UFS. Como resultado, observou-se que foi possível implementar 99,68% dos tipos de variações utilizando a POA e obteve-se um ganho qualitativo em relação em abordagem atual, em termos de tamanho de métodos, acoplamento, coesão e complexidade. A análise indica que houve um pequeno número de erros detectados após a reintrodução das variações com a POA.Contudo, esses erros precisam ser avaliados cuidadosamente devido a ocorrência de conflitos de versão. Os resultados obtidos com avaliação do estudo indicam que há benefícios com a adoção da POA no contexto avaliado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1335451 - ALBERTO COSTA NETO
Interno - 1780222 - MICHEL DOS SANTOS SOARES
Externo à Instituição - MÁRCIO DE MEDEIROS RIBEIRO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307