UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 28 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: THIAGO COELHO DE SANTANA
23/07/2015 11:28


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THIAGO COELHO DE SANTANA
DATA: 30/07/2015
HORA: 09:00
LOCAL: SALA 2 - PPGAGRI
TÍTULO: EXTRATO DE FOLHAS DO JATOBÁ (Hymenaea martiana Hayne) NA REDUÇÃO DA CARGA MICROBIANA DE Salmonela spp., Escherichia coli e Shaphylococcus aureus VISANDO A PRODUÇÃO DE QUEIJO DE COALHO COM LEITE CRU
PALAVRAS-CHAVES: Jatobá, Queijo, Salmonela sp., E. coli e S. aureus.
PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Agronomia
RESUMO:

Hymenaea martiana Hayne, é uma espécie arbórea conhecida como “Jatobá” ou “Jatobá-da-mata”. É uma planta que pertence a uma espécie do gênero Hymenaea, pertencente à família: Fabaceae (alt. Leguminosae), subfamília: Caesalpinioideae e tribo: Detarieae. É uma planta típica dos biomas cerrado e caatinga, onde as plantas do gênero Hymenaea são comumente utilizadas na medicina tradicional brasileira para o tratamento de processo inflamatório, infecções bacterianas, reumatismo e anemia. Embora os estudos com extratos vegetais ainda sejam recentes, já pôde ser evidenciado que algumas plantas produzem em seu metabolismo secundário, substâncias com a capacidade de inibir a atividade de bactérias e outros micro-organismos. Um dos principais desafios da produção tradicional de alimentos é garantir a segurança dos alimentos. O leite não pasteurizado tem sido um veículo de doenças de origem alimentar ao longo da história da humanidade. O leite e produtos lácteos têm sido frequentemente implicados na intoxicação alimentar por S. aureus, E. coli e Salmonella spp. A utilização de leite cru para a produção de queijo tradicional pode ser entendido como uma prática arriscada. A avaliação do potencial antimicrobiano de substâncias presentes em extratos vegetais tem sido objeto de vários estudos. Os compostos fenólicos, alcalóides e flavonóides e os terpenos são ativos contra vírus, bactérias e fungos. Dessa forma o objetivo desse estudo foi preparar o extrato de jatobá, identificar os compostos presentes e avaliar a atividade antimicrobiana. Através da análise de CLAE-DAD, foi possível identificar a rutina como um dos compostos majoritários do extrato de folhas do jatobá e ela tem sido previamente identificada como uma das responsáveis pela atividade antibacteriana pelo seu efeito sinérgico junto às demais substâncias presentes nesse extrato. A concentração de rutina no extrato é de 25 µg/mL. A concentração bacteriana mínima (CBM) do extrato etanólico das folhas de Hymenaea martiana Hayne, mostrou atividade antimicrobiana nas cepas de Staphylococcus aureus, Escherichia coli e Salmonela spp. que foi de 125,3 µg/mL, 781,2 µg/mL e 1.562,5 µg/mL. Os testes microbianos in vivo mostrou que o extrato possui um poder bacteriostático nas cepas testadas na concentração de 102 UFC/mL. Com isso, podemos sugerir o uso do extrato como alternativa para a reduçãoda carga microbiana do leite para a produção de queijo coalho, visando à redução de DVA’s


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - LARISSA ARAÚJO ROLIM
Externo à Instituição - MATEUS MATIUZZI DA COSTA
Presidente - 2208516 - ROBERTA PEREIRA MIRANDA FERNANDES

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16104-201f40f5e2