UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 20 de Outubro de 2020


Notícias

Banca de DEFESA: DIEGO LIMA FERREIRA
12/06/2015 16:15


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DIEGO LIMA FERREIRA
DATA: 10/07/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Audit?rio do DCOS
TÍTULO: "Que obra fez Deus!": O lifecasting entre a vigilância e o espetáculo na sociedade conectada 24/7
PALAVRAS-CHAVES: Lifecasting; Vigilância; Motivação; Sociedade conectada 24/7
PÁGINAS: 213
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Comunicação
RESUMO:

A presente dissertação pretende estudar o lifecasting, transmissão contínua por vídeo através da internet, em especial aquele em que o lifecaster transmite a sua vida ininterruptamente, como fenômeno integrante da sociedade conectada 24/7, como a entende Jonathan Crary (2014), e como mediação sócio técnica, intensificada pela ampliação do acesso à internet, pelo aumento da velocidade de conexão, o barateamento do custo dos equipamentos, a utilização de dispositivos móveis e de uma série de práticas de vigilância que vem se desenvolvendo, particularmente, a partir da década de 1980. Através da pesquisa bibliográfica, da web archival research (com o levantamento de vídeos, depoimentos e matérias publicadas acerca dos pioneiros no lifecasting 24/7 e de seus seguidores e a organização de um arquivo pessoal composto por gravações de vídeos das transmissões e por prints de chats) e da aplicação de questionários a lifecasters e lifeviewers, procurou-se traçar um percurso histórico para identificar as motivações que os levaram a tal prática. O estudo de caso acompanhou sistematicamente a transmissão dos três mais importantes lifecasters da atualidade (dentre os que utilizam os idiomas português, inglês e espanhol): o americano Frank Taylor, o dinamarquês Jan Billy e o finlandês Ari Aarne Antero Kivikangas (Cyberman). O lifecasting foi analisado tomando como base quatro eixos principais: como prática integrante da sociedade conectada 24/7, como forma de vigilância, de espetacularização do eu e de resistência. As motivações apresentadas por lifecasters e lifeviewers encontram-se em consonância com as práticas correntes na sociedade conectada 24/7, na qual os sistemas de vigilância, a exposição da vida pessoal e os hábitos de consumo encontram no lifecasting um exemplo extremo.

Palavras-chave: Lifecasting; Vigilância; Motivação; Sociedade conectada 24/7.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2184482 - LILIAN CRISTINA MONTEIRO FRANCA
Interno - 3443837 - MARIA EMILIA DE RODAT DE AGUIAR BARRETO BARROS
Interno - 2159814 - RENATA BARRETO MALTA
Externo à Instituição - ARMANDO ALEXANDRE COSTA DE CASTRO
Externo à Instituição - FERNANDA GLÓRIA BRUNO

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2020 - UFRN v3.5.16 -r12646-2c874e3307