UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 29 de Janeiro de 2023

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: BRUNO JACKSON MELO DE ALMEIDA
11/06/2015 11:41


Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: BRUNO JACKSON MELO DE ALMEIDA
DATA: 30/06/2015
HORA: 14:00
LOCAL: PRODEMA
TÍTULO: AVIFAUNA AQUÁTICA DOS AMBIENTES COSTEIROS DE SERGIPE: POTENCIAL USO COMO INDICADORES AMBIENTAIS
PALAVRAS-CHAVES: Avifauna, litoral, conservação, manejo, população, Sergipe
PÁGINAS: 90
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Ciências Ambientais
RESUMO:

Diversos relatórios sinalizam a zona costeira como região sensível às perdas ambientais em função das constantes alterações das condições naturais, causadas por diversos fatores, tais como, intensa ocupação humana, poluição, contaminação e potenciais riscos frente às mudanças climáticas. Riscos associados ao histórico de ocupação e elevada densidade demográfica da zona costeira, relacionada com o estabelecimento de infraestrutura urbana, industrial e portuária, conduzindo a um cenário de susceptibilidade, cada vez mais evidente, em função do desgaste e vida útil das estruturas, aumento de novos empreendimentos e dos fluxos de escoamento de produtos, potencializando impactos ambientais de nível pontual, acumulativo e/ou catastrófico. Nesse sentido, o monitoramento de determinados características e componentes ecológicos pode contribuir para a avaliação das alterações e/ou perdas, principalmente quando associado com a construção de indicadores ambientais. Dentre os componentes ecológicos da zona costeira, as aves apresentam-se como um dos principais grupos a ser monitorado. Assim, a partir do estado da arte sobre a avifauna aquática dos ambientes costeiros sergipano, o presente trabalho tem por objetivo geral propor e apresentar um índice de vulnerabilidade de aves ao óleo (IVAO), buscando assim, contribuir com subsídios para os gestores e planejadores de mapas de sensibilidade, de forma a oferecer informações que possibilitem um entendimento mais objetivo e prático sobre as espécies de aves, através de um indicador das espécies
com maior probabilidade de serem afetadas, potencializando as efetividades de ações.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 388007 - ADAUTO DE SOUZA RIBEIRO
Externo à Instituição - Cristiano Leite Parente
Externo à Instituição - ROBERTA COSTA RODRIGUES
Presidente - 1153037 - STEPHEN FRANCIS FERRARI
Externo à Instituição - WALLACE RODRIGUES TELINO JUNIOR

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2023 - UFRN v3.5.16 -r18277-8067e35817