UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 18 de Junho de 2024

A UFS preocupa-se com a sua privacidade

A UFS poderá coletar informações básicas sobre a(s) visita(s) realizada(s) para aprimorar a experiência de navegação dos visitantes deste site, segundo o que estabelece a Política de Privacidade de Dados Pessoais. Ao utilizar este site, você concorda com a coleta e tratamento de seus dados pessoais por meio de formulários e cookies.

Ciente


Notícias

Banca de DEFESA: ALEX DAS CHAGAS ROSA
21/05/2015 09:48


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ALEX DAS CHAGAS ROSA
DATA: 26/05/2015
HORA: 10:00
LOCAL: A definir
TÍTULO: EDUCADORES DO PROLEC: A REALIDADE DOS LICENCIADOS EM EDUCAÇÃO DO CAMPO - UFS (TURMA 2008): um estudo de caso com os egressos do município de Poço Redondo.
PALAVRAS-CHAVES: Educação do Campo; Educação Libertária; políticas públicas; Formação de Professores do Campo.
PÁGINAS: 62
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Educação
RESUMO:

O estudo científico em questão buscou analisar as condições de acesso ao trabalho dos egressos do Curso de Licenciatura em Educação do Campo da UFS, turma especial (2008). A pesquisa foi produzida a partir das observações empíricas que apontavam dificuldades encontradas pelos (as) docentes recém-formados para atuar como educadores na rede pública em seu município e região. A criação de uma turma especial e o currículo foram construídos a partir da necessidade histórica da educação do campo em ter professores formados em curso superior para trabalhar nas áreas onde há uma incidência de professores leigos, ausência de escolas de ensino fundamental e médio nas áreas campesinas e a exigência dos trabalhadores em ter escolas para os seus filhos. A pesquisa foi desenvolvida a partir de entrevistas semi estruturadas com os egressos do curso tendo como elemento epistemológico para as análises os princípios da Educação Libertária. A Educação Libertária através do método dialético, assim como o referencial teórico utilizados para a compreensão do objeto de estudo baseou-se nos pensadores anarquistas: PIERRE-JOSEPH PROUDHON; MIKHAIL BAKUNIN; FRANCESC FERRER I GUÀRDIA; ANSELMO LORENZO; MALATESTA; além de FREIRE; GALLO; GROPPO; IANNI; MENEZES; MORIYON; MOTA; PEY; entre outros autores (as). Através deste estudo cientifico gestado e desenvolvido através da nossa participação dentro do Núcleo de Estudos Transdisciplinares em Educação (NETE UFS) em parceria com o Observatório da Educação (OBEDUC) observou-se que, dentre os diversos conflitos de interesse existentes no campo em Sergipe em especial em Poço Redondo o posicionamento do Estado se fez decisivo para que tais entraves se multiplicassem, neste aspecto, o Estado assumiu a defesa e interesses da expansão do capitalismo e a exclusão dos trabalhadores. Pode-se inferir a partir dos dados que a falta de uma política pública de educação efetiva para o campo em Sergipe, a ampliação das terceirizações, o fechamento constante das escolas da rede pública no campo e a prática da nucleação, estão interligadas à restrição da atividade docente dentre os profissionais citados.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 426615 - SONIA MEIRE SANTOS AZEVEDO DE JESUS
Interno - 1575568 - JOSE MARIO ALELUIA OLIVEIRA
Externo à Instituição - MARIA DO SOCORRO XAVIER BASTITA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2024 - UFRN v3.5.16 -r19279-bcba364a3c