UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 22 de Junho de 2021


Notícias

Banca de QUALIFICAÇÃO: LAILA GARCIA MORENO RESENDE
12/02/2015 13:44


Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LAILA GARCIA MORENO RESENDE
DATA: 25/02/2015
HORA: 09:00
LOCAL: LAF
TÍTULO: FORMULAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE CORANTES DE ANTOCIANINAS EXTRAÍDOS DO FRUTO TROPICAL JAMELÃO (Syzygium cumini)
PALAVRAS-CHAVES: Corantes naturais, jambolão, formulações , goma de cajueiro, antioxidante.
PÁGINAS: 34
GRANDE ÁREA: Ciências Agrárias
ÁREA: Ciência e Tecnologia de Alimentos
SUBÁREA: Ciência de Alimentos
ESPECIALIDADE: Química, Física, Fisico-Química e Bioquímica dos Alim. e das Mat-Primas Alimentares
RESUMO:

A cor desempenha um papel fundamental na aceitação de um alimento. Os corantes artificiais são mais estáveis que os naturais e por isso são bastante empregados. Contudo, devido a sua toxidez, o interesse por corantes naturais vem crescendo e muitos estudos sobre fontes, extração e estabilidade têm sido efetuados, sendo que um maior foco em fontes viáveis bem como a obtenção e caracterização de formulações desses corantes é necessário. Além da estabilidade das formulações corantes, informações sobre suas propriedades funcionais, principalmente associadas à capacidade antioxidante são interessantes para viabilizar o emprego de corantes naturais nos alimentos. A obtenção desses corantes a partir de frutos tropicais, como o jambolão, cuja coloração característica se deve ao alto teor de pigmentos antociânicos, apresenta poucos estudos no que diz respeito à viabilidade das fontes de corantes, características tintoriais, estabilidade e atividade antioxidante. Na formulação dos corantes é necessário o uso de biopolímeros como veículo (material de parede) no processo de secagem. O uso da goma de cajueiro como tal tem sido estudada recentemente na área de alimentos, mas até então não foi avaliado o seu emprego como ingrediente nas formulações de corantes em pó de antocianinas. Assim sendo, o presente trabalho objetiva utilizar o fruto tropical jambolão para obtenção de corante natural em pó empregando a goma de cajueiro na formulação e determinar a viabilidade do emprego da fruta considerando sua estabilidade bem como suas propriedades funcionais. Serão utilizadas duas formas de secagem (liofilização e spray dryer). Para caracterização do extrato antociânico obtido da casca do jambolão, serão realizadas análises teor de antocianinas, flavonoides totais e capacidade antioxidante antes e depois da secagem, além de testes de estabilidade. Os dados obtidos serão analisados estatisticamente por delineamento inteiramente casualizado.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1548928 - PATRICIA BELTRAO LESSA CONSTANT
Interno - 2481282 - ALESSANDRA ALMEIDA CASTRO PAGANI
Externo ao Programa - 1835499 - JOAO ANTONIO BELMINO DOS SANTOS

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r15440-bf36319aa9