UFS › SIGAA - Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas São Cristóvão, 16 de Setembro de 2021


Notícias

Banca de DEFESA: SANDRA DE ANDRADE SANTOS
23/01/2015 09:10


Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: SANDRA DE ANDRADE SANTOS
DATA: 10/02/2015
HORA: 17:00
LOCAL: Universidade Federal de Sergipe
TÍTULO: Prospecção em Tecnologia Assistiva para Alunos com Surdez e Cegueira no Ensino Superior: Um Estudo de Futuro
PALAVRAS-CHAVES: Estudo prospectivo; Estudo de Futuro; Tecnologia Assistiva para o ensino superior
PÁGINAS: 70
GRANDE ÁREA: Outra
ÁREA: Multidisciplinar
RESUMO:

A Pesquisa integra dois temas estratégicos para a contribuição do desenvolvimento tecnológico e científico do país: o Estudo de Futuro e os recursos em Tecnologia Assistiva para pessoa com surdez e cegueira com aplicabilidade para a área educacional, mais precisamente para o ensino superior, tendo como eixo de ligação a prospecção tecnológica. O objetivo do trabalho foi realizar prospecção tecnológica de patentes dos recursos em TA a nível mundial para identificar a posição do Brasil como depositante de Tecnologia Assistiva. A metodologia aplicada à prospecção tecnológica foi a revisão de literatura e a extrapolação de tendências, como métodos de um Estudo Prospectivo numa abordagem conceitual do Estudo de Futuro. O estudo realizado nos depósitos de patentes em tecnologia Assistiva para pessoa com surdez e cegueira ocorreu através da mineração de dados de um conjunto de 1.321 de patentes. O tratamento dos dados combinou a palavra-chave Tecnologia Assistiva, pessoa com surdez e cegueira, educação e ou aprendizagem, método, softwares, produtos. A partir destas palavras-chave foram gerados gráficos e figuras que mostram o interesse pela área de Tecnologia Assistiva, sua natureza técnica e aplicação por parte dos maiores depositantes mundiais. Foi identificado que os recursos em TA com aplicabilidade no ensino superior, de acordo com o tratamento de dados na ferramenta VantagePoint, não são desenvolvidos; entendemos que isto acontece devido ser nova a terminologia de Tecnologia Assistiva ou por ainda ser utilizado o termo recursos didáticos para a clientela com deficiência nos documentos de patentes recuperados. A China é o país que lidera o número de patentes em surdez e cegueira, o Japão por sua vez mostra-se a nação com instituições mais ativas e os EUA apresentam uma situação de atividade inventiva bem ampla. O Brasil tem grande potencial no desenvolvimento em TA para o ensino superior, já que foi realizada a Pesquisa Nacional em Tecnologia Assistiva através do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação e o governo brasileiro tem estimulado as instituições federais a desenvolverem esta tecnologia para diversas áreas do conhecimento, assim como também no âmbito educacional; isto traz oportunidades de negócios para os inventores. São necessários estudos futuros mais aprofundados para que se amplie o arcabouço científico desta temática, contribuindo assim com fomento à pesquisa sobre inovação e tecnologia no Brasil.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1689571 - JANE DE JESUS DA SILVEIRA MOREIRA
Interno - 1835499 - JOAO ANTONIO BELMINO DOS SANTOS
Externo ao Programa - 2049228 - RITA DE CACIA SANTOS SOUZA

SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação/UFS | Telefonista/UFS (79)3194-6600 | Copyright © 2009-2021 - UFRN v3.5.16 -r16078-e509258a73